Azeitona retarda o envelhecimento da pele

A azeitona é capaz de regenerar e autoproteger os tecidos, assim como o azeite, que se origina dela

O azeite de oliva possui muitas substâncias benéficas à saúde. No Brasil, difundiu-se a idéia de que ele é o componente mais indicado para muitas receitas e, seguindo as influências italianas, espanholas e portuguesas o hábito de usá-lo como tempero de pizzas e saladas se espalhou rapidamente. Mas poucos brasileiros sabem sobre suas propriedades cosméticas.

A azeitona é capaz de regenerar e autoproteger os tecidos, assim como o azeite, que se origina dela, possui vitaminas A, D, K e E, sendo um poderoso antioxidante que ajuda a retardar o envelhecimento da pele. Para os tratamentos de beleza, o azeite pode ser usado para purificar, hidratar e suavizar peles secas, acalmar peles irritadas, equilibrar a oleosidade, melhorar a elasticidade dos tecidos da pele, funcionando como antirrugas, além de ser um componente ideal para massagens e banhos relaxantes.

Além disso, o óleo traz muitos benefícios para os cabelos, que podem ficar mais sedosos e brilhantes com a aplicação do azeite diretamente nos fios. Um dos países que mais o utilizam com essa finalidade é a Índia. Lá o azeite é vendido na seção de produtos de beleza e também é muito procurado pelas mulheres grávidas que desejam prevenir o aparecimento de estrias.

No Brasil, com o aumento da renda da população, a previsão é a de que o consumo do azeite atinja cerca de 50 mil toneladas ainda esse ano, mas, esse grande mercado visa principalmente sua utilização na área alimentícia e não cosmética. "Ainda é preciso desenvolver uma cultura ocidental sobre a versatilidade do óleo para que ele seja visto também como um item importante para tratamentos de beleza", afirma a bióloga Gabriela Silveira.

Fonte: Terra, www.terra.com.br