Carol Magalhães, pesando 49 kgs, mostra treino: "Gosto de ser magra"

Carol Magalhães, pesando 49 kgs, mostra treino: "Gosto de ser magra"

Modelo posou mostrando seu treino na academia e rebateu críticas de que estaria magra demais. "Me olho no espelho e me acho linda".

Carol Magalhães é magra porque gosta de ser assim, e faz questão de dizer. Aos 34 anos, a modelo tem 49 quilos distribuídos em 1,67m e apenas 17% de gordura no corpo, mas garante que está saudável. "Estou dentro dos padrões de uma pessoa normal. Para mim, é isso que importa, estar bem comigo mesma e com saúde", diz ela, que tem recebido críticas a cada nova foto publicada em seu Instagram, geralmente vestida com roupa de academia, indo para o treino.

"Não me importo com o que dizem. Estou muito feliz com meu corpo. Gosto de ser magra. Acho bonito, elegante. Quando você viaja para fora e tem bundão e peitão, ninguém te olha na cara, então meu padrão de beleza é outro. Me olho no espelho e me acho linda. Ninguém pode atravessar isso", desabafa.

A forma física da modelo é resultado de treino sério na academia, balé, muay thai e alimentação regrada. "Fiz balé dos 7 aos 15 anos e faço musculação há 13 anos. Sempre tive estrutura magra. Treinei até os seis meses de gravidez e quando o bebê tinha seis meses, voltei a treinar", conta ela, que tem um filho de 12 anos, Luiz Eduardo. Carol mostrou seu treino na academia coordenado pelo personal trainer Carlos Albuquerque. "Ela está saudável. Se tivesse algum problema eu perceberia no rendimento do treino. Mas ela tem de estar atenta porque está no limite. Sempre falo para ela sair aqui da academia e comer alguma coisa. Mas o treino dela é supernormal", garante Carlos.


Carol Magalhães, pesando 49 kgs, mostra treino:

O metabolismo acelerado também joga no time de Carol. "Viajei no carnaval e perdi massa magra. Tenho de manter o ritmo para não perder peso. Quero ganhar massa, mas não estou insatisfeita com meu corpo", diz ela.

Academia e dieta

A rotina de exercícios de Carol inclui malhação três vezes por semana, balé e muay thai. A alimentação também é regulada e sem gordura, mas sem sofrimento. "Não como gordura porque não gosto. Se vejo algo escorrendo óleo já fico imaginando aquilo dentro de mim. E já tenho tendência a ter colesterol alto. Meu pai morreu aos 43 anos de infarto e comia potes de batata frita", conta ela, que é filha do ex-deputado Luís Eduardo Magalhães e neta do ex-senador baiano Antônio Carlos Magalhães.

Mas não pense que Carol é adepta de dietas radicais. "Se privar do que se tem vontade de comer é horrível. O ideal é comer de tudo, mas em quantidades menores. E o segredo é ter alimentação balanceada", explica ela, que garante comer sanduíche e pizza como todas as mortais. "Aos finais de semana vou ao Mc Donald"s, como pizza. Mas durante a semana preservo a alimentação saudável".


Carol Magalhães, pesando 49 kgs, mostra treino:

Padrão de beleza

"Para ser feliz, tenho de estar assim. Não admito coxão, pernão. Gosto de mulher dura, magra, definida", diz Carol. O namorado dela. o deputado federal Guilherme Mussi, aprova. "Ele está satisfeito e me acha linda, ri das críticas e diz para eu deixar as pessoas pensarem o que quiserem. Ele está feliz com o meu corpo", conta. Quem tem ciúmes é o filho. "Ele é muito ciumento, fala que não vai comigo ao shopping de jeito nenhum. Ele reclama que estou muito magrinha e diz que assim fico parecendo irmã dele. Acho superengraçado. Engravidei novinha, tinha 21 anos", relembra.


Carol Magalhães, pesando 49 kgs, mostra treino:

Projeto: um site de fitness

Carol tem sido tão solicitada nas redes sociais para falar de dieta e treino que resolveu montar um site para falar sobre o assunto. Moda e viagem, que também são interesses dela, vão entrar no "combo". "Quero falar de anorexia e na equipe do site vai ter um psiquiatra e uma nutricionista para, cada um na sua área, falar sobre isso e quais são os limites", planeja. "Acredito que cada pessoa tem seu limite e tem de respeitar o biotipo do corpo, ver até onde se pode chegar no limite de se sentir bem. Se a pessoa tem perna grossa, é difícil mudar isso. Ninguém é igual a ninguém", completa.

Fonte: EGO