Conheça a polêmica dieta que prega dois dias de quase jejum por semana

A expectativa é emagrecer 500g a cada dia de quase jejum

O que você acha de emagrecer 5kg sem deixar de comer o que gosta? É o que promete o Dr. Michael Mosley e Mimi Spencer no livro ?A dieta dos 2 dias?(Ed. Sextante, R$ 25), que acaba de chegar por aqui. Sucesso nos EUA e no Reino Unido, a moda já fez a cabeça de estrelas como Gwyneth Paltrow, Jennifer Aniston e Jennifer Lopez. Os autores pregam a perda de peso através do jejum parcial. A ideia é, ao longo de cada semana, escolher dois dias não consecutivos para seguir uma dieta de 500 calorias. Nos outros cinco, come-se normalmente, mas sem exageros.

A expectativa é emagrecer 500g a cada dia de quase jejum. Parte desse peso virá da água e dos alimentos digeridos pelo organismo, explica o livro. Para dar saciedade, é indicada a ingestão de proteína nesse dia.

Depois de atingir o objetivo, os escritores aconselham a continuação da dieta para o restante da vida. Mas aí pode ser um dia só de sacrifício por semana, como faz Mosley:

- Sigo a dieta há um ano e consigo manter o peso reduzindo a ingestão de calorias um dia por semana.

No livro, baseado em pesquisas, ele explica que a dieta funciona porque, com o tempo, a pessoa sentirá menos fome, diminuindo a quantidade de alimentos ingeridos nos dias livres da dieta.

Apesar do sucesso do livro, a dieta é polêmica (veja mais nos quadros). E o acompanhamento médico é fundamental para evitar déficit de nutrientes.

- No dia em que for consumido, o cardápio restritivo pode causar hipoglicemia, queda de pressão, alterações de humor... E, ao longo das semanas, pode haver uma queda de imunidade - diz a endocrinologista Marise Tinoco, da Clínica Vitèe.

Para a nutricionista Shalimar Diniz, a dieta pode fazer a pessoa voltar a comer por compensação quando parar:

- O que o indivíduo precisa é aprender a se alimentar de forma correta para a vida toda.

Veja o que comentam os especialistas:

A nutricionista Camila Ferraiuolo explica que a pessoa vai perder peso ao seguir o método, como acontece com qualquer tipo de regime, mas será sem qualidade de vida. ?Quando você faz uma dieta muito restritiva, com horas em jejum, o seu metabolismo fica lento. É como se o organismo mandasse um aviso: o que ela comer agora vamos armazenar. E todo armazenamento é em forma de gordura?.

Já a nutricionista Virgínia Nascimento recomendaria a dieta para casos pontuais. ?Uma pessoa que vai casar daqui a pouco tempo ou um grande obeso, que tem dificuldade em fazer uma dieta com muitas restrições calóricas, pode fazer essa dieta, porque de fato se consegue um bom resultado. Na realidade, não é um jejum, é uma restrição alimentar por um tempo menor do que as dietas normais. O que acontece é que você come menos calorias do que necessita, e aí perde peso?.

Fonte: Extra