Dermartologistas apontam 5 contras da depilação íntima; veja!

Dermartologistas apontam 5 contras da depilação íntima; veja!

Dados recentes apontam que 60% das mulheres americanas entre 18 e 24 anos são adeptas à depilação íntima

Dados recentes apontam que 60% das mulheres americanas entre 18 e 24 anos são adeptas à depilação íntima parcial ou total, assim como 50% das que estão entre 25 e 29 anos. No entanto, uma pesquisa de Nice, na França, encontrou uma ligação entre esse tipo de depilação e o aumento de risco de uma doença sexualmente transmissível, o molusco contagioso, causada por um vírus que provoca lesões e tumores na pele. As informações são do Huffington Post.

De acordo com a dermatologista Jessica Krant, de Nova York, a depilação permitiria mais área de contágio para o vírus, seja por meio da relação sexual ou pelo uso de uma toalha em comum. No entanto, a ligação entre uma coisa e outra ainda não é definitiva.

"As genitais naturalmente têm pelos, e eles estão lá por alguma razão", defende a dermatologista. "Arrancar os pelos dói por um motivo: eles estão firmemente presos à pele, e são parte do corpo. Tirá-los é arrancar as raízes, o que deixa uma ferida logo abaixo da superfícia da pele."

Jessica, juntamente com a dematologista Sandra Johnson, de Ark, listaram 5 problemas da depilação íntima:

DST

"Qualquer infecção que precise de contato para se espalhar será mais facilmente transmitida se a pele estiver danificada", diz Jessica. "Herpes, HIV, HPV e outras doenças aumentaram em número com o trauma causado na pele."

Infecções

Remover os pelos na depilação total, em especial, aumenta o risco de infecções. "Algumas bactérias têm acesso ao interior da pele, onde nunca deveriam chegar. Pode causar infecções externas e até piorar a celulite", diz Jessica.

E se a depilação for com cera e palitos, cuidado com o uso do palito mais de uma vez. Se ele entra em contato com uma área contagiada e é devolvido ao pote de cera, é possível levar a bactéria a outras partes do corpo, como o rosto ou as axilas.

Queimaduras

Não é comum, mas queimaduras podem acontecer. Tanto pela temperatura da cera como pelo uso de cremes anti-idade ou para acne que contenham retinóides. De acordo com as profissionais, essa substância faz com que as células da pele se desprendam, ocasionando uma exfoliação exagerada na pele.

Pelos encravados

Tirar um pelo significa abrir caminho para um novo, menor e mais fraco nascer. Ele pode ficar preso abaixo da pele e causar irritações e infecções a longo prazo.

Cicatriz

A depilação irrita a pele, e se feita repetidamente, pode ocasionar uma irritação crônica na pele e até cicatrizes.

Fonte: Terra