Descubra como se livrar do fantasma do ex

Fim de relacionamento é mesmo complicado, mas pode ser pior ainda

 Seu namoro terminou e você não sabe mais o que fazer para tirar a lembrança dele da cabeça? Fim de relacionamento é mesmo complicado, mas pode ser pior ainda quando parece que o fantasma do ex-namorado fica rondando e não deixa que você siga com sua vida. Nós não acreditamos em fantasmas (a menos que seja um super charmoso como Patrick Swayze em Ghost), mas a gente sabe que algumas memórias têm o poder de assustar e incomodar mesmo. S

e você anda incomodada com as aparições do ex fantasminha nada camarada na sua vida, veja nossas dicas para ajudar a afastar a assombração:

Elimine objetos associados a ele de alguma forma de perto do seu convívio. Não precisa jogar as coisas fora, ainda mais se forem objetos pelos quais você nutre alguma afeição. Apenas tire eles de vista temporariamente, guarde num armário ou empreste para algum amigo até que o bode passe.

Para evitar o impulso conhecido como "beber e ligar", troque o nome dele na lista de contatos do celular por qualquer outra coisa que você não vá lembrar depois, ou que corte seu impulso de ligar enquanto estiver um pouco alta. Se ele ainda liga de vez em quando, um "não atender" pode ser uma boa maneira de evitar mais assunto. Devolva roupas e pertences dele, especialmente aquela camiseta que você adorava usar para dormir. Aproveita e compre uma camisola ou um pijama novo bem bonito e sexy. Se valorize!

Devolva as chaves dele ou troque a fechadura, se ele tiver cópia da sua para não precisar ligar pedindo de volta. Se por algum motivo vocês precisarem visitar um ao outro, liguem e combinem com antecedência. Exclua o nome dele dos seus contatos nas redes sociais e programas de chat, mas não faça alarde. Apenas delete, pare de seguir no Twitter, ou simplesmente pare de acessar essas ferramentas temporariamente. Salve as fotos do computador num CD ou DVD e guarde no mesmo armário dos objetos associados a ele, junto com as fotos impressas.

Não rasgue ou devolva essas coisas, porque o tempo passa e se eventualmente você quiser lembrar como se parecia nessa época pode ser interessante. Se você achar que ajuda, saia com as amigas, de preferência naquele lugar que ele nunca queria ir. Festeje e se quiser, meta o pé na jaca. Tudo vale para colocar um ponto final e virar a página. E bola pra frente, que quem vive de passado é museu!

Fonte: Terra, www.terra.com.br