Desvende dez mitos e verdades sobre a cirurgia plástica de lipoaspiração

Uma das cirurgias plásticas mais realizadas no Brasil, lipoaspiração ainda gera muitos questionamentos entre as mulheres

Segundo procedimento estético mais realizado no Brasil - de acordo com pesquisa do IBOPE, em 2011 -, a lipoaspiração é recomendada para quem deseja ajustar o contorno corporal, retirando excessos de gordura. No entanto, embora seja muito comentado entre as mulheres, os benefícios e os resultados negativos da técnica ainda são motivos para dúvidas.


Desvende dez mitos e verdades sobre a cirurgia plástica de lipoaspiração

Por isso, confira, a seguir, os dez principais mitos e verdade sobre esse procedimento, antes de submeter-se à mesa cirúrgica:

1 Lipo emagrece

Mito: após a retirada da gordura localizada, são perdidos entre três e cinco quilos. ?Isso porque no pré e no pós-operatório, a paciente deve manter a alimentação balanceada e uma rotina de exercícios para não engordar e também não voltar a acumular gordura na região tratada?, explica Luiz Carneiro Jr., membro da Sociedade Americana de Cirurgia Plástica.

2 Técnica é aplicada em todas as regiões com gordura localizada

Verdade: áreas que sofrem com o excesso de gordurinhas podem ficar livres do incômodo. Na lista estão abdômen, culote, dorso, face interna da coxa, glúteos, joelhos, papada, e, apenas para os homens, a região peitoral.

3 Tratamento acaba com a celulite

Mito: a lipoaspiração não remove as temidas ondulações, apesar de poder melhorar seu aspecto ao retirar gordura e líquido. Contudo, para ficar livre da celulite é indicado tratar a região com drenagem linfática, praticar exercícios físicos regularmente e manter uma alimentação equilibrada.

4 Dieta pode melhorar o resultado

Verdade: antes de se submeter ao método, fazer uma dieta e manter o índice de massa corporal é uma boa pedida para ajudar na cicatrização. ?Quanto menos gordura for retirada, maior a chance do pós-operatório ser tranquilo e sem grandes complicações?, alerta Luiz.

5 Células podem repor a gordura perdida

Verdade: as células não são capazes de produzir mais gordura ou se multiplicar, pois elas só são criadas até os 18 anos ou em caso de obesidade mórbida. Por isso, ao engordar ou emagrecer, o organismo não fabrica essas células, elas apenas inflam ou esvaziam.

6 Dá para aproveitar a anestesia e emendar outras cirurgias plásticas de uma vez

Verdade: apesar de ser comum aproveitar o método para colocar próteses na mama, operar o nariz ou as pálpebras, emendar outras cirurgias plásticas de uma vez pode ser arriscado e deve ser acompanhado por um especialista. ?Essa prática também depende das condições de saúde da paciente e de quais procedimentos ela pretende realizar?, esclarece o especialista.

7 Lipo não é uma cirurgia invasiva e dolorosa

Mito: quando o tratamento é realizado, o corte para remover o excesso de gordura é pequeno, contudo abaixo dele, a região a ser aspirada pode ser grande e proporcionar incômodo ao paciente após a anestesia. Quanto maior a extensão da retirada de gordura, mais intensa pode ser a dor. A boa notícia é que medicamentos pós-cirúrgicos, como analgésicos, auxiliam a suavizar o mal-estar.

8 Tratamento é a única forma de retirar gordura localizada

Verdade: apesar da prática de exercícios físicos e alimentação balanceada, a gordurinha localizada só desaparece com a realização da técnica cirúrgica. Uma pessoa que perdeu todo o excesso de peso continua com o volume de gordura concentrado em algum lugar e dificilmente vai conseguir perdê-la de forma convencional.

9 Existe limite de idade para realizar a operação

Verdade: a lipoaspiração é recomendada apenas para pacientes com mais de 18 anos, contudo o limite esbarra na condição física. ?Os exames pré-tratamento são realizados justamente para avaliar quem está apto para se submeter à técnica, independente da idade?, avalia Luiz.

10 Método deixa marcas

Mito: mesmo sendo uma operação invasiva, o tratamento não deixa marcas e apenas elimina o excesso de gordura localizada.

Fonte: Terra