Dez coisas que você precisa ter em mente para fazer depilação

Dez coisas que você precisa ter em mente para fazer depilação

As dermatologistas Marcia Linhares e Fabiana Souto Maior enumeram algumas curiosidades sobre essa ação tão íntima e necessária no verão

Usar e abusar de roupas curtas e decotes é mesmo a cara do verão. A ordem, portanto, é estar com a depilação em dia. O que pode parecer algo simples e rotineiro na vida de qualquer mulher ? e cada vez mais dos homens também ?, pode esconder alguns segredinhos. ?Durante as altas temperaturas, as pessoas costumam se bronzear mais, o que deixa a pele sensível. É um dos fatores que pode prejudicar a depilação?, avisa a dermatologista Marcia Linhares - que atende Samara Felippo e Thiago Fragoso -, especializada em dermatologia clínica, cirúrgica e cosmiatria e membro efetivo da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica.

É preciso cuidado e atenção para ter a pele lisinha e sedosa durante o verão. ?Quando nos depilamos, retiramos um fator de defesa da pele, deixando o caminho aberto para infecções. No verão, essa probabilidade aumenta em função do calor e da umidade?, explica Fabiana Souto Maior, membro efetivo da Sociedade Brasileira de Dermatologia e sócia da Clínica Vous. Por suas mãos já passaram nomes como Daniella Sarahyba e Liliana Castro. Listamos, então, 10 curiosidades às quais você deve dar atenção sobre essa ação tão íntima e rotineira:

1) O ideal é não ir à praia, piscina ou sauna um dia antes e um dia após depilar-se para evitar manchas, irritações ou foliculites causadas pelo calor e suor.

2) As bolinhas que surgem algumas vezes são por inflamação do folículo. Podem ocorrer por má limpeza antes ou após a depilação, irritação por trauma (roupa apertada, passar a lâmina várias vezes no mesmo local, coçar), calor e umidade excessivos ou alergia ao produto aplicado.

3) As manchas aparecem por queimaduras da cera, trauma de repetição (passar várias vezes no mesmo local), depilação sobre área queimada de sol. A cera retira a camada mais superficial da pele e isso pode levar às manchas.

4) ?O método mais eficaz para evitar pelos encravados é a lâmina. Ela não retira o pelo totalmente, evitando que o folículo se feche sem que o pelo saia e encrave. O pior é a cera?, defende a doutora Fabiana. ?Quem tem problemas de foliculite deve recorrer ao laser, que impede o crescimento e acaba com as lesões?, resume a doutora Marcia.

5) Lâmina não engrossa mais os pelos. Ela apenas o parte em sua área mais grossa e quando cresce dá essa impressão. É mais eficaz quando feita na água quente, mas não muito para evitar queimaduras ou irritações devido à vasodilatação e fricção do aparelho.

6) O truque para deixar a virilha (e outras áreas) lisinha: fazer exfoliação 1 a 2 vezes por semana (exceto 24 horas antes e 48 horas apos a depilação), usar protetor solar sempre, manter a pele hidratada, começar a depilação a laser durante o inverno e usar cremes clareadores.

7) Após depilar: use algum tipo de gel calmante sem álcool na composição logo após e no dia seguinte. Cremes hidratantes são bons, mas nunca em seguida à depilação. Quem tem tendência à foliculite pode usados loções de antibióticos e corticoides, mas sempre prescrito por médicos.

8) O uso de biquíni molhado sobe a pele depilada pode desencadear foliculite pelo calor e umidade , favorecendo o crescimento de bactérias e fungos no local. E as temidas micoses também. Calcinhas de tecidos sintéticos podem causar irritações nas regiões íntimas.

9) Os bronzeadores ou autobronzeadores devem ser evitados antes da depilação e deve-se esperar pelo menos três dias para usá-los depois, para que a pele esteja regenerada e não manche.

10) Quem descolore os pelos deve dar preferência à lâmina, porque eles ficam fragilizados pelo descolorantes há grandes chances de se partirem. Quem optar por depilação a laser não precisa se preocupar, pois a descoloração não acontece no bulbo.


Dez coisas que você precisa ter em mente para fazer uma boa depilação

Fonte: EGO