Dicas para deixar sua companheira "louca"

Confira sete dicas e curiosidades listadas na obra e arranque suspiros da parceira:

O sexo oral é uma ótima fonte de prazer para as mulheres. Para os que têm medo de desagradá-las durante o ato, a terapeuta sexual Jenny Hare, disse em seu livro Orgasmos: Como Chegar Lá (Editora BestSeller, 256 p., R$ 24,90) que é fácil fazer, muito mais até que a estimulação manual. Confira sete dicas e curiosidades listadas na obra e arranque suspiros da parceira:

1) É um mito que, durante o sexo oral, a língua precisa entrar na vagina. Não é necessário. Mas pode experimentar e, se ela aprovar, ótimo;

2) Não penetre a vagina com os dedos a menos que a pessoa queira, já que não consegue saber se a unha está áspera, por exemplo;

3) O que a maioria das mulheres mais gosta é o efeito do envolvimento e da lambida que, embora sutil, costuma produzir intensas ondas de prazer;

4) Mantenha a língua macia e seja cuidadoso para deixar os dentes de fora da situação. Alguns homens pensam que a mulherada adora ser mordiscada, o que não é verdade;

5) A companheira pode preferir que fique só nas carícias gerais por toda a vulva, da vagina ao ponto V (localiza-se onde o monte de Vênus encontra o osso pubiano e a parte de cima da glande do clitóris), incluindo os lábios internos e externos, o clitóris e a glande do clitóris. Outra opção é lamber o clitóris rítmica e rapidamente, com movimentos para cima, para baixo e para os lados, diretamente e pelo capuz, da forma que a mulher desejar;

6) Use as mãos para juntar os lábios sobre a vulva e pressione suavemente. Em seguida, deslize a língua delicadamente ao longo do sulco. A sutileza da sensação produzida pode levá-la diretamente ao ápice da curva de excitação e ao orgasmo;

7) Ela pode não gozar logo. Faça uma última carícia, mais longa, e volte para o lado dela. Esse talvez seja um bom momento para parar o ato sexual, já que estão se sentindo próximos e apaixonados, e os orgasmos ficam para outro dia. Se a parceira estiver muito excitada, talvez queira que continue acariciando-a ou que a penetre. Reaja de acordo com a situação.

Fonte: Terra, www.terra.com.br