"Era um magrelinho freak, hoje sou forte e tatuado", diz ex-BBB

Do legado de ter participado do "BBB4", Cristiano Carnevale só reclama dos julgamentos preciptados

Cristiano Carnevale fez o caminho inverso que grande parte dos que entrarm no "BBB" espera fazer. Era ator quando entrou no programa e, hoje, seis anos depois, dá expediente como gerente em uma empresa de tradução de documentos.

Do legado de ter participado do "BBB4", Cristiano Carnevale só reclama dos julgamentos preciptados: "Seu talento está sempre em dúvida. Se você canta, já dizem "tá se achando o cantor". Se atua, não tem valor porque esteve no "BBB"", disse o carioca formado em artes cênicas, que atualmente faz trabalhos de dublagem como "hobbie".

Apesar de dizer que gostaria de "ter curtido mais e se estressado menos", ele garante que não se arrependeu de sua participação e ainda sonha em poder voltar ao reality algum dia: "Acho que vou ligar para o Boninho pedindo", brincou o ex-BBB em mais uma entrevista para a série de dez anos do "BBB". Cristiano aposta que sua volta teria um resultado diferente do da primeira edição, quando foi eliminado com 59% dos votos contra Thiago na terceira semana do programa. "Eu era um magrelinho freak, agora estou forte e tenho três tatuagens", diz.

Quando saiu do "BBB", Cristiano vendeu o carro que ganhou e investiu o dinheiro na montagem de uma banda, que acabou não dando certo. Para adequar sua imagem à proposta do grupo, decidiu começar a malhar e não parou. Nesses seis anos, ganhou 20 quilos de músculo e mudou vários hábitos: "Passei dos 72 para os 92kg. Malho seis dias por semana e tenho uma dieta regrada. Acho que melhorei muito desde saí do "BBB"", diz, apostando que a nova forma o ajudaria a conquistar mais votos pela permanência na casa.

Dos ex-colegas de programa, Cristiano mantém contato com a maioria através de uma comunidade no Facebook, que reúne 98 ex-participantes. "Conversamos, trocamos experiências, marcamos encontros. Brinco dizendo que deveríamos fundar um sindicato de ex-BBBs. Quando você sai do programa, não é moleza."







Fonte: EGO