Farinhas de frutas ajudam perder peso e mantêm a pele jovem

Farinhas extraídas das cascas de diversas frutas estimulam o correto funcionamento do organismo


Farinhas de frutas ajudam a perder peso e mantêm pele jovem

Farinhas produzidas a partir de cascas de frutas como maçã, uva, amora, laranja, maracujá e banana verde são conhecidas por estimular o correto funcionamento do organismo. Além desta importante função, o pó também pode ter benefícios estéticos, ajudando na perda de peso e no combate à ação do tempo na pele.

Ricas em fibras, vitaminas e substâncias antioxidantes que combatem o envelhecimento celular precoce, as farinhas de frutas são indicadas às pessoas que procuram perder peso, pois tornam a absorção de carboidratos e gorduras mais lenta e ainda aumentam o chamado bolo alimentar - formado quando a comida é processada e digerida pelo estômago.

?De forma geral, as cascas das frutas atuam no emagrecimento porque contribuem para a saciedade da forme, pois o alimento fica retido por mais tempo no estômago. Por isso, quando associada a uma dieta alimentar, as farinhas de frutas podem proporcionar uma perda de até três quilos por mês?, explica Sylvana Braga, nutróloga, especialista em prática ortomolecular e sócia-fundadora do segmento São Paulo da Academia Brasileira De Medicina Antienvelhecimento (ABMAE).

Confira, abaixo, os nutrientes existentes nas cascas de frutas e a relação dos benefícios oferecidos por cada uma delas:

Farinha de uva vermelha: antioxidante natural, evita acidentes vasculares e problemas cardíacos, além de diminuir as taxas do mau colesterol. A farinha de uva vermelha também ativa a circulação, inibindo o aparecimento de varizes. Além disso, retarda o envelhecimento e ajuda no combate das doenças de pele.

Farinha de amora: fonte de substâncias antioxidantes, como flavonoides e polifenois, combate o excesso de radicais livres e previne o envelhecimento precoce da pele.

Farinha de banana: com alto teor de fibras de amido resistente, ela auxilia no emagrecimento e no bom funcionamento do organismo. Por ser rica em vitaminas A, B e C, a farinha tem ação antioxidante, contribuindo para a melhora da hidratação e rigidez da cútis.

Farinha de maracujá: com pectina, substância que bloqueia a absorção de gorduras pelo intestino, auxilia no emagrecimento e na diminuição do mau colesterol. Por conter vitamina A, trata acne e combate rugas, além de acalmar peles irritadas.

Farinha de laranja: rica em fibras naturais e pectina, ela reduz o apetite, regula o funcionamento do intestino, contribui para a redução do colesterol e ativa o metabolismo. Além disso, a produção de colágeno da pele é aumentada em razão da vitamina C da fruta.

Farinha de maçã: graças à ação da pectina, ajuda na redução do mau colesterol e triglicérides, além de aumentar a saciedade e reduzir a fome. É, também, um importante anticancerígeno. Os flavonoides presentes na fruta possuem ação antioxidante e adstringente na pele.

Medida certa

Apesar dos benefícios do produto, é importante não exagerar. A quantidade máxima a ser ingerida diariamente é de três colheres (de sopa), associadas ao leite, iogurtes, vitaminas, saladas, tortas, sopas ou massas.

?Para obter um bom resultado, ainda é fundamental manter a alimentação equilibrada. Do contrário, os efeitos desejados não serão obtidos?, ressalta André Resende, fitoterapeuta, autor dos livros ?Emagrecer é só querer? e ?Almanaque do Brasileirinho?.

A farinha feita com cascas de frutas - liberada para pessoas de todas as idades, sem riscos de efeitos colaterais - pode ser encontrada em estabelecimentos de produtos naturais, mas também pode ser preparada em casa. Para isso, basta colocar a fruta escolhida (lavada, cortada e seca) numa travessa refratária e levá-la ao forno por 30 minutos. ?Em seguida, é só triturar e coar as cascas e colocá-las num frasco de vidro. O consumo deve ser feito em até 15 dias?, ensina Sylvana.

Mas atenção: é preciso beber pelo menos oito copos de água por dia. Isso porque as fibras precisam de líquido pra ajudar o intestino a funcionar bem. Sem água, o efeito pode ser contrário.

Fonte: Terra