Filha de Roberto Justus fatura com grife e diz  que é por vocação

Filha de Roberto Justus fatura com grife e diz que é por vocação

Fabiana Justus é dona da Pop Up Store, marca queridinha de famosas que tem seis lojas em São Paulo e vende para mais de 100 multimarcas.

Ela abriu a primeira loja há três anos. Foi com investimento do pai, Roberto Justus, que Fabiana, 26, deu o pontapé na Pop Up Store, marca que já conta com seis lojas em São Paulo e se prepara para abrir mais duas, em Ribeirão Preto e Recife, além de vender em mais de 100 multimarcas Brasil afora e já ter 10% de suas vendas através do e-commerce.

?Não me considero tão bem-sucedida. Ainda tenho muita coisa para aprender. Comecei a trabalhar muito cedo, aprendi a lidar com o mundo dos negócios por realmente ter uma vocação para isso. Acho que não é uma questão de idade, mas de talento, cada um tem o seu?, diz ela, que admite ter tido muitas portas abertas por conta do sobrenome. ?É claro que isso ajuda. Mas, ao mesmo tempo, a cobrança é maior?, avalia.

?Agradeço todos os dias por ter nascido em uma família de batalhadores, que conseguiu conquistar sucesso nos negócios e, consequentemente, nos proporcionar uma vida confortável. Mas tenho certeza que o meu sucesso é fruto de muito trabalho e esforço. Até porque, abdico de muitas coisas no meu dia a dia por conta do meu negócio. Muitas vezes trabalho sábado e domingo, não posso viajar em determinadas épocas que gostaria e tenho plena consciência das minhas responsabilidades?.

Marca é queridinha de famosas

Agora que o negócio engrenou, Justus não anda dando tanto pitaco nos negócios da filha. Mas Fabiana volta e meia recorre ao pai para pedir conselhos antes de tomar decisões. ?Sempre há novos desafios, decisões importantes a serem tomadas, e meu pai nos ajuda muito com isso?.

Ela não conta de quanto foi o investimento inicial nem quanto lucrou no último ano ? ?essas informações são confidenciais da empresa? -, mas comemora o sucesso da grife, que caiu nas graças de famosas como Thaila Ayala, Fernanda Paes Leme e Sabrina Sato, entre outras. As celebridades ? muitas amigas de Fabiana, é claro -, acabam fazendo o maior marketing para a marca.

?Ficamos muito felizes com isso. Muitas vezes, descobrimos que temos uma famosa como cliente, e daí é claro que a presenteamos com algumas coisas porque para nós é superimportante tê-la usando a marca?, diz a empresária, que vende peças de R$ 59 (uma blusa básica) a R$ 1.399 (a peça mais cara da loja atualmente, um vestido bordado a mão).





Workaholic

Além da parte financeira, Fabiana participa do processo criativo junto com a equipe de estilo. A tática é encher as lojas de peças novas toda semana. ?Nossas clientes sentem vontade de voltar sempre, para ver o que tem de novo".

Para que tudo dê certo, Fabiana comanda com pulso firme, e define-se como workaholic. ?Tendo o meu próprio negócio, continuo pensando nele não importa onde eu estiver?, diz ela, que chega a sair do escritório quase dez da noite.

Quando tira férias, a empresária gosta de viajar para ter nova ideias. ?Gosto de ver o comportamento das pessoas nas ruas, o que estão vestindo, o que gostam de fazer?, conta. Fora do país, ela gosta de comprar em lojas como All Saints, Urban Outfitters, Top Shop e Zara. E garante que não gasta muito em roupas. "Gosto de ir a lojas mais em conta e fazer a festa com roupas mais baratas. Até porque, sei que na próxima coleção vou querer comprar mais coisas, então não vale a pena investir muito alto nas peças?.

O que Fabiana mais compra é calça skinny. ?Tenho todos os estilos: jeans, coloridas, rasgadas, de malha, de couro ecológico... Enfim, adoro mesmo!",comenta. "E o que não entra no meu guarda-roupa de jeito nenhum é pele verdadeira de animais, como casacos de pele ou coletes?.

Fonte: EGO