Franjas exigem cautela e alguns cuidados, mas nunca saem de moda

Franjas exigem cautela e alguns cuidados, mas nunca saem de moda

O que fica bom para uma mulher pode comprometer o visual de outra.

De todos os estilos de corte, talvez a franja seja o mais atemporal, isto é, nunca sai de moda. Não importa a estação do ano, nem as tendências do momento, ela está sempre marcando presença na passarela e nas ruas. ?Franja é um clássico, é eterno. Mas para ter um estilo interessante é preciso fazer a escolha certa. O que fica bom para uma mulher pode comprometer o visual de outra. Mas seguindo um critério estético, toda mulher pode usar sim, é bem democrática?, define o cabeleireiro Eron Araújo, de São Paulo. ?É preciso analisar a textura e caimento do fio, o formato e os traços do rosto e a altura da testa. Feito isso é definido um corte adequado, que pode ser para dar leveza, volume, rejuvenescer, disfarçar uma testa muito alta ou muito curta, enfim. Cada caso deve ser analisado por um profissional, ele é o grande aliado nessa escolha?, resume Eron.

Derrubando mitos

Apesar de ser democrática, já que fica bem para quase todas as mulheres, é fácil esbarrar em dúvidas. Quando o assunto é franja, o conceito de descolado, chique, moderno, jovial e até de ridículo se torna relativo, já que tudo depende do conjunto do rosto com o cabelo e ainda da personalidade da mulher. Veja a seguir as situações e estilos mais controversos e saiba o que é adequado para cada caso.

Questão de idade

Mulheres mais velhas podem e devem usar franja, mas com algumas ressalvas. ?É um mito pensar que não. A franja rejuvenesce, traz um look jovial, mas é preciso ser leve, desfiada, nunca saindo do meio da cabeça e nem pesada demais. De qualquer forma é fundamental ver caso a caso?, acredita o cabeleireiro John Garcia, da Ophicina do Cabelo, do Rio de Janeiro. Para Eron é preciso muita cautela e bom senso. ?O que teoricamente é descolado, pode ficar ridículo em determinadas mulheres, porque a idade é uma coisa que pesa e a franja é, por natureza, um ícone da juventude?, justifica.

Estilo colegial

Também chamada de ?boneca?, a franja reta, bem geométrica, até um dedo acima da sobrancelha, não é para qualquer mulher. Geralmente quem se dá bem com esse estilo gosta de seguir a moda, tem uma autoestima elevada e sente prazer em ser diferente, além é claro, de gostar de arriscar looks irreverentes.

As onduladas

Ao contrário do que se pensa, quem tem fios mais enrolados pode sim ter franja. O único problema é que vai dar um pouco de trabalho no dia a dia, pois o ideal é mantê-la mais lisa para garantir a elegância. ?Para isso é indicado o uso de secador ou chapinha. Nos fios mais resistentes, crespos e quase crespos, uma boa saída é um alisamento temporário, sem química, como a selagem térmica por exemplo?, sugere John Garcia, da Ophicina do Cabelo.

Em cima da sobrancelha

Essa é a queridinha dos cabeleireiros e perfeita para mulheres modernas, cheias de atitude. Sem contar que é um símbolo de feminilidade. ?É muito sexy, mas é preciso ser bem descolada para usar. Por ser na altura dos olhos, ela incomoda um pouco, mas é isso que dá o charme?, resume Eron.

Fonte: UOL