Grávida, Grazi Massafera posa sexy e é capa de revista; fotos

Grávida, Grazi Massafera posa sexy e é capa de revista; fotos

Grazi mostrou sua faceta brincalhona e disse estar mais sensível por conta da gravidez.

Ela se considera uma menina. OK, concordamos. Não se acha bonita. OK, não concordamos. Às vezes, na rua, a chamam pejorativamente de ?magra?. Não concordamos com a maldade, basta ver as curvas de Grazi Massafera no ensaio acima, fotografado por J.R. Duran, que a entrevistou também para a GQ Brasil (inesquecível!) de novembro. Não tem pin-up brasileira mais adequada, se formos sonhar e deixá-la sonhar. ?Sonho?? é uma boa palavra para o momento de nossa capa dupla, afinal ela está grávida. No papo, Grazi mostrou sua faceta brincalhona, disse estar mais sensível por conta da gravidez, revelou ser ciumenta, declarou que já foi cantada por mulher ? e nunca teve interesse nessa área ?, e até contou que um antigo truquezinho seu. ?Usava enchimento no vestido. Com o complexo de não ter quadril nem seios, descobri esse truquezinho?.

Confira alguns dos melhores momentos da entrevista aqui, leia na GQ deste mês a conversa completa em oito páginas ? além do ensaio! ? e aguarde a edição no iPad com interações com Grazi e mais fotos, imperdíveis! Sim, tudo isso?

Se não me engano, li alguém falando que o sexo na gravidez é muito melhor.

Quer saber se isso já está acontecendo?

Alguma coisa tem de estar acontecendo.

A sensibilidade fica bem mais aflorada.

Parabéns pela sua gravidez. Casal lindo, filhos lindos. Mas me conte qual a importância do sexo na sua vida nesses momentos maternos em que tudo fica mais sensível. Como a mulher mais sensual do Brasil, aliás, você se acha sensual ou sexual? Sei a resposta, mas eu queria ouvir a sua.

Acho tão difícil responder (risos).

Vou responder e você confirma ou não. Você é uma mulher de uma sexualidade inacreditável (risos). Concorda?

Não sei o ?inacreditável?. Talvez eu seja mais sensual do que sexual.

Acha o sexo importante?

Muito importante.

Na escala de 1 a 10?

1.000, 10.

Sem orgasmo pode ser bom?

Pode.

Diz a lenda que você tem ciúme de Alinne Moraes (ex-namorada de Cauã). Não. Não pode falar sobre isso?

Posso, sim.

De onde surgiu essa história?

Não sei, você que trouxe ela agora.

As duas se falam?

Quando nos encontramos. Até entendo a pergunta. Como eles viveram um tempo juntos, é inevitável as pessoas ficarem curiosas. Ela é muito bonita e uma excelente atriz, mas não tenho ciúme. Meu marido não me dá motivos para isso.

Agora que você vai ter uma família, olhando para trás, o que mudou da Grazielli para a Grazi?

Com certeza a inocência, que se perde com o tempo. Me esforço muito para mantê-la. Não posso pagar de boba, mas ter um pouquinho de ingenuidade é essencial.

Por que você começou a perder a sua inocência?

Fiquei mais madura, o que é muito bom. E hoje sou mais determinada, mais profissional. Peguei essa determinação da minha mãe, segui muito o sonho dela. Cheguei a um ponto em que eu conquistei todos os sonhos da minha família e acabei vazia. Daí tive de fazer terapia.

Faz tempo isso?

Já faz seis meses, um ano. Seis meses em que eu entrei em processo. Um ano que eu procurei. Isso me ajudou para não sentir esse vazio todo e ir atrás de outros sonhos. Sou movida a isso.

Quais são os seus outros sonhos?

Um deles está aqui dentro de mim.










Fonte: gq.globo.com