Hipnose ajuda a reduzir dores crônicas

A técnica também colabora para cortar doses de remédios

  Uma dor aqui, outra ali e você não aguenta mais ir na farmácia ou no médico. Será que ficar hipnotizado resolve o problema? Alguns estudos apontam que a hipnose pode ser um método eficiente no tratamento da dor e, em alguns casos, na redução das doses de medicamentos.

"A hipnose é um fenômeno de pensamento, uma alucinação positiva em que o paciente irá visualizar algo que não existe", explica o hipnoterapeuta e presidente do Instituto Milton H. Erickson de Hipnoterapia Educativa de São Paulo. "Se ele sofre com dores motivadas por uma queimadura, por exemplo, vai se imaginar em um lugar frio e a sensação de frescor", acrescenta. Segundo Bayard Galvão, a hipnose no tratamento da dor também é benéfica porque pode provocar a redução dos níveis de anestésicos e analgésicos, atuando como coadjuvante nos quadros clínicos que exigem prescrição de medicamentos.

Uma pesquisa recente realizada por cientistas da Escola de Medicina Monte Sinai, nos Estados Unidos, apontou que mulheres que passaram por uma cirurgia de câncer de mama utilizaram menos anestesias durante a operação, quando foram previamente submetidas por um processo hipnótico. Elas também relataram menos efeitos colaterais, tais como dor, náuseas e fadiga e estresse emocional, no pós-cirúrgico As participantes do estudo receberam 15 minutos de hipnose ou apenas uma conversa com um psicólogo antes de sua cirurgia.

Elas foram instruídas com sugestões de relaxamento, como mentalizar imagens agradáveis, e instruções sobre como usar a hipnose em si. De acordo com Bayard Galvão, a ideia do tratamento é trabalhar sensações corporais opostas à sensação da dor, que pode ser desde uma cefaléia até uma dor crônica motivada por um câncer. "A hipno-analgesia, que é o estado de dormência provocado pelo método, pode ter diferentes níveis e intensidades", salienta Além de curar e amenizar dores, outra aplicação do tratamento é para eliminar a memória da dor.

"Quando existe uma lesão que já foi curada, mas a dor permanece em razão da repetição dela durante dias, provocando uma rede neural gerada por esse estímulo", diz Galvão. A única contra-indicação para a hipnose é tratar a dor sem saber a sua causa real. "Qual é a causa da dor? É a primeira questão a ser respondida em uma consulta", afirma Bayard. "A dor pode ser o sintoma de uma doença que não foi descoberta, e não senti-la, pode camuflá-la", alerta o especialista.

Fonte: minhavida, www.minhavida.com.br