Isabeli Fontana posa nua para capa da revista "GQ"; foto

Isabeli Fontana posa nua para capa da revista "GQ"; foto

Isabeli Fontana, Mulher do Ano GQ, em ensaio sensual

?Estou muito feliz e lisonjeada em receber o prêmio de Mulher do Ano. E mais ainda por meu primeiro trabalho na GQ ser na edição brasileira da revista. E posso dizer que foi uma experiência muito gratificante?, disse a modelo ao receber das mãos de JR Duran a estatueta.

Como brincou com a idade (28), que estava pesando todo esse número, ainda ganhou uma sugestão de massagem do apresentador do evento, Tiago Leifert. ?Nós amamos esporte, mas amamos muito mais você?, completou Tiago.

Isabeli, em todos os lugares

Existe um poder em cada mulher bonita. Uma perdição. Um recomeço. Algo inacessível que incendeia sentidos e acalma. Caos. Isabeli Fontana tem exatamente essa força que devasta. Por isso, controla o desejo dos outros com a habilidade de quem transformou sua trajetória de 15 anos em memória, em futuro. ?Ela não está em lugar nenhum e está em todos os lugares?, ouvimos uma pista sobre sua possível onipresença antes de fotografá-la em Londres. Faz sentido. Existem indícios de sua passagem pelo Rio de Janeiro, São Paulo, Nova York e Paris. Não importa. Porque no estranho e fascinante universo da moda as aparições se tornam desaparecimentos ? o relógio anda mais rápido. Menos para esta curitibana que, aos 28, mantém uma beleza etérea e os olhos de um azul obsceno.

Essa parece ser a força das supermodelos ? mexer no tempo, se deixar tocar sem ser tocada, revelar o corpo em pecado ou redenção. Um dia, caminha como a mais sacana do tour da lingerie; no outro, esboça ar melancólico de Amy Winehouse em estilo retrô.

Fonte: Globo, www.globo.com