Lea T : “Transexual não é sinônimo de promiscuidade”

Lea T : “Transexual não é sinônimo de promiscuidade”

Transexual brasileira falou pela primeira vez em entrevista à uma publicação brasileira para o jornal “A Folha de S. Paulo”

Lea T., a primeira modelo transexual do mundo, falou com exclusividade para a coluna "Última Moda", publicada nesta sexta-feira (12) no jornal ?A Folha de S. Paulo?. A modelo brasileira, que já foi chamada de Leo, e até de Leandro, é filha do ex-jogador Toninho Cerezo, estrela da seleção brasileira dos anos 80, e ganhou notoriedade no mundo ao aparecer na campanha da Givenchy.

Em entrevista ao jornal, Lea, que está sendo assediada pelas maiores revistas de moda do mundo ? veja aqui o ensaio da modelo para a próxima edição da revista ?Hercules" ? falou sobre sua carreira em ascensão e do preconceito que sofre diariamente.

Apadrinhada por Riccardo Tisci, diretor criativo da Givenchy, Lea contou como o amigo a ajudou a superar uma fase difícil da vida, além de ter alavancado sua carreira. ?Assumir a realidade de ser transexual é muito complicado. Sabe, comecei a pensar no futuro e não via nenhuma perspectiva, nada que pudesse ultrapassar o preconceito que eu sentia e sinto em relação a mim. E aí veio o Riccardo, que é capaz de entender a complexidade de um conflito humano. Ele me deu uma voz para que eu pudesse enviar uma mensagem?, disse a modelo. ?Transexual não é sinônimo de promiscuidade, como muitos pensam. Que podemos ter amigos, batalhar por uma carreira, por nossa vida, que não precisamos baixar a cabeça, com vergonha de nós mesmos.?

Sobre seu ensaio ousado para a revista ?Vogue? francesa, no qual posou completamente nua, Lea contou que ficou arrasada com a má repercussão que teve. ?[Queria] Mostrar o que eu sou hoje, meu corpo, minha verdade. Infelizmente, tudo foi deturpado, muita gente repercutiu aquilo como se fosse pornografia?, disse Lea, que toma hormônios para poder realizar a operação para a mudança de sexo.

Sobre sua família, e a relação com o pai, o ex-jogador de futebol Toninho Cerezo, a modelo desmentiu o fato de terem brigado. ?Eu amo o meu pai, e ele me ama. Não é fácil pra ele entender as escolhas que fiz para a minha vida, mas são dificuldades que enfrentamos com amor?, explicou.

Fonte: Quem, revistaquem.globo.com