Maquiadora em Sangue Bom, Mayana Neiva dá boas dicas para produção

Aprenda a dar mais brilho ao make usando um iluminado

Mayana Neiva, 30, pesquisou maquiagem a fundo para compor a Charlene de "Sangue Bom" (Globo).

O universo da maquiadora, contudo, não era de todo desconhecido para a atriz.

"Adoro me maquiar", contou. "Eu brincava de ficar em casa e passar o batom da minha mãe."

"Com o tempo virou uma paixão", garantiu. "Eu sempre maquio as minhas irmãs, a minha mãe, as minhas amigas..."

A bela deu dicas para quem quer seguir o seu estilo na hora de se produzir.

"A maquiagem é muito ligada ao feminino", avaliou. "O rosto de cada pessoa pede uma coisa diferente, e a ocasião também."

"Gosto muito de uma maquiagem que você não vê para o dia a dia", explicou. "Gosto de cores, mas sem ser over."

"Agora, à noite, tudo é permitido", afirmou ela, que costuma se maquiar sozinha para ir a eventos.

Mayana contou que fez boa parte de sua pesquisa na internet, procurando perfis de maquiadoras para compor o estilo de Charlene.


Maquiadora em Sangue Bom, Mayana Neiva dá dicas de produção

Uma de suas fontes de inspiração foi a paulistana Vanessa Rozan, que ela usou como referência estética.

As duas ainda não se viram pessoalmente, mas a atriz diz que está tentando armar um encontro.

"A maneira de maquiar veio de maquiadores com quem eu já tinha contato, como o Fernando Torquatto", explicou. "O jeito como ele pega no pincel, esse prazer de transformar o outro, é muito da maquiagem. E tem a ver com o lúdico do ator."

Para o papel, Mayana contou que fez um piercing, além de usar uma tatuagem falsa.

"Eu sempre quis usar piercing, mas acho que meu corpo é das histórias que eu quero contar, então tem que ser um corpo limpo", contou. "Pode entrar uma tatuagem e pode sair. É interessante você poder transitar."

A atriz destacou que faria muito mais pela autora Maria Adelaide Amaral, de quem já encenou outros quatro textos na televisão ("Queridos Amigos", "Dalva e Herivelto - Uma Canção de Amor", "Ti Ti Ti" e "Dercy de Verdade").

"É uma escritora muito corajosa", elogiou. "Uma mulher que traz um feminino novo, que faz histórias muito reais, ela permeia de muita dignidade o universo da televisão."

A atriz adiantou ainda que Charlene vai aprontar muito no núcleo da novela que fica na Casa Verde, zona norte de São Paulo.

"Ela é a voz da verdade, fala tudo na cara", afimou. "Ela bota as pessoas no lugar."

"Mesmo ela lidando com esse aspecto estético, ela vai fazer uma oposição à personagem da Amora [Sophie Charlotte], que está muito ligado à ideia de superficialidade", explicou. "É uma esteta com valores."

Já sobre o relacionamento com Lucindo (Joaquim Lopes), ela contou: "Eles têm uma história de gato e rato".

"Ela foi ex-namorada dele, eles ainda sentem uma coisa um pelo outro", avaliou. "Tem uma faísca."

E será que Mayana já passou por algo similar? "Quem não tem faísca no coração não está vivo", desconversa. "Estou feliz."

Fonte: UOL