Médicos condenam uso de injeção de testosterona de Andréia Sorvetão; veja

Médicos condenam uso de injeção de testosterona de Andréia Sorvetão; veja

Hormônio masculino não favorece perda de peso, estimula o crescimento de pelos, o engrossamento da voz e aumenta risco de lesão no fígado.

Andréia Sorvetão surpreendeu muita gente ao dizer que estava tomando injeções de vitamina D e de testosterona para dar aquela ajudinha na dieta e na perda de peso. A ideia, segundo a ex-paquita, era tomar o hormônio masculino para acelerar o metabolismo, e assim consumir mais recursos do corpo, facilitar na queima de calorias e, consequentemente, na perda de peso.

?A testosterona aumenta o metabolismo, ajuda a perder peso mais rápido e a secar. Mas tem que continuar fazendo dieta e malhando. E também estou tomando uma dose baixa para não ter nenhum tipo de efeito colateral?, disse Sorvetão ao EGO.

O médico da loira, o especialista em medicina ortomolecular Rainer Moreira, confirmou o uso do hormônio e os tais benefícios para quem quer perder peso.

?A Andréia apresentou baixa de vitamina D e de testosterona. Resolvemos fazer a reposição através de injeções, que tem uma absorção melhor. Ela tomou uma dose da D, que só é tomada uma vez ao ano, e está tomando uma dose semanal de testosterona. A reposição do hormônio masculino só é indicada para quem tem deficiência, em doses baixas e para quem não tem histórico ou tendência a desenvolver câncer?, diz ele para depois elencar as vantagens do tratamento.

?A testosterona aumenta a libido, aumenta a massa magra e diminui a incidência de depressão?, conta Rainer reiterando ainda que usa uma versão importada do hormônio que apresenta baixos efeitos colaterais. ?Algumas pacientes reclamam de acne e queda de cabelo. Mas faço um ajuste na dosagem e tudo se resolve?, miniminiza.

O EGO conversou com outros especialistas que, ao contrário, condenaram veementemente o uso da testosterona para qualquer fim.

Guilherme de Azevedo Ribeiro - (Endocrinologista, autor da chamada ?Dieta Nota 10?, e tem entre suas clientes Carolina Dieckmann e Fátima Bernardes)

?Na grande maioria dos casos, a testosterona não auxilia em nada em dietas. Pelo contrário. Ela tem efeito anabolizante, que acarreta aumento da massa muscular. Não existe uma dose segura para mulheres. A mulher já tem uma quantidade mínima de testosterona no organismo. Mais do que isso acarreta uma masculinização com aumento de pelos no rosto, engrossamento da voz e aparecimento de acne. Em homens, o uso da testosterona aumenta as chances de câncer de próstata, e em ambos os sexos câncer de fígado e lesões hepáticas. Na dúvida, consulte seu médico. Ele saberá o que fazer.?

Nardo Ouriques - (Endocrinologista, especialista em Metabologia, e tem entre suas clientes Rayanne Morais e Mirella Santos)

?Não existe indicação da testosterona para a perda de peso. Pelo contrário. Ela tende aumentar de 30 a 50% o músculo. É claro que, com mais músculo, você tem um gasto metabólico maior. Os principais efeitos da testosterona são os androgênicos, com surgimento de pelos, engrossamento da voz, calvície, redução das mamas e a clitoriomegalia (aumento do clitóris). Tem também efeito metabólicos graves como aumento do LDL, que é o colesterol ruim, e a baixa do HDL, que é o colesterol bom, além do risco do desenvolvimento de hepatite medicamentosa. Não recomendaria para ninguém. Na dúvida, a pessoa pode checar se o médico é membro da Sociedade Brasileira de Endocrinologia.?

Fabiano Serfaty - (Endocrinologista, professor do Instituto Estadual de Diabetes e Endocrinologia, e tem entre suas clientes Fernanda Paes Leme e Renata Dominguez)

"A testosterona não tem seu uso autorizado para a perda de peso. Ela atá oferece uma resposta rápida de diminuição de massa gorda e aumento de massa magra, mas isso não é um tratamento autorizado porque oferece mais riscos do que benefícios. Entre eles estão o engrossamento da voz, aumento do clitóris, aparecimento de pelos e espinhas, e calvície. Além é claro dos riscos de câncer. Quem usa entra em um caminho sem volta. Acha que está ficando magrinho, torneado, mas está colocando a saúde em risco e, se parar de tomar volta ao que era antes. Ou seja, a pessoa quer sempre mais e mais. Não daria para nenhum paciente meu."

Fonte: EGO