"Não me vejo como panicat de novo", diz madrinha da Tom Maior

"Não me vejo como panicat de novo", diz madrinha da Tom Maior

Tânia Oliviera se prepara para desfilar e diz que nem todo mundo gosta do perfil de meninas que trabalham de biquíni

Há 13 anos no Carnaval, seis deles só na Tom Maior, Tânia Oliveira, madrinha de bateria da agremiação, só se sente mais realizada a cada ano que passa. Vista como um membro da comunidade pelos integrantes, a apresentadora diz que nunca se sentiu apenas mais uma famosa na avenida. ?Escutamos muitas criticas de fulana que está na TV, que é famosa e vem para o carnaval só para se promover... Isso acontece e não vejo problema se existem pessoas que usam o carnaval para conseguir mídia, mas não é o meu caso. Por gostar tanto de carnaval e vestir a camisa da escola, fico feliz por ser considerada da comunidade. Não me sinto uma celebridade aqui, até porque eu não acho que eu sou isso, apenas faço um trabalho na TV que para mim é comum, não sou diferente dos outros por conta disso?, conta ela.

Desfilando pelo segundo ano como madrinha de bateria, Tânia sabe a responsabilidade que carrega à frente dos ritmistas. ?Quando está rolando o desfile, é o momento que todo mundo acorda, a arquibancada, os camarotes, porque é o coração da escola chegando. E quem está à frente da bateria tem que estar disposta, muito bem-vestida, com o samba na língua e no pé, essa é a missão da madrinha e rainha, representar muito bem a escola?, diz Tânia.



Investindo em fantasias que não cobrem tanto o Corpo, a ex-panicat tem alguns segredinhos para estar em forma e não pagar mico na avenida. ?Eu me cuido o ano todo, mas uso o carnaval como uma motivação. Três meses antes, eu corto todo o carboidrato simples, massas brancas, além de cortar açúcar e malhar durante cerca de duas horas por dia. Fico apenas nas saladas, grelhados, muito peixe e uma gelatina diet para suprir a vontade de comer doce?, explica.

Tânia ficou conhecida aos 26 anos ao integrar o elenco do ?Pânico? como uma das panicats. Hoje, aos 34 anos e há quatro anos fora da atração, ela descarta qualquer possibilidade de aceitar um possível convite para aparecer de biquíni no palco da atração aos domingos. ?O ?Pânico? foi uma fase muito boa para mim, me diverti muito. Abriu muitas portas, assim como fechou também, porque a gente sabe que nem todo mundo gosta do perfil de meninas que trabalham de biquíni. Foi muito bom e não tenho do que reclamar, mas foi uma fase que passou. Hoje, não me vejo nem com idade, nem com características para ser uma panicat de novo. Para integrar o programa, só se fosse para fazer outra coisa, mas eu não vejo como, não vejo uma fórmula em que eu pudesse me encaixar. Passou, né? Foi um ciclo que já se fechou?, afirma.

Atualmente no ar no programa de humor ?Feira do Riso?, na Rede TV!, Tânia conta que tem novidades para 2013.?Estreei o ?Feira do Riso?, no ano passado, com um elenco de humor bem grande, um pessoal que vem do Ceará e está sendo uma experiência nova, nunca tinha feito várias esquetes de humor. Mas passando o carnaval tem projeto novo, como apresentadora, que é o que eu gosto de fazer?, avisa.

Fonte: EGO