"Amor": Nathália Rodrigues mostra a versatilidade do couro em ensaio;fotos

A atriz, casada com o roqueiro Tchello, do Detonautas, fala sobre seu estilo, conta que anda de ônibus e confessa que filhos só em três anos.

Quem espera encontrar a mignon e loirinha Nathália Rodrigues usando vestidinhos românticos ou com florzinha pode esquecer. Essas peças nem existem no armário da atriz, que curte, por outro lado, usar couro, como boa amante de rock. ?Tenho muitas peças, como short, calças, jaquetas de todas as cores. Acho moderno e confortável, além de ser fácil de combinar. Você não pode fazer a maluca e sair toda vestida de couro, mas uma vez que mescle as peças de maneira orgânica, é fácil compor looks incríveis tanto para o dia, quanto para a noite?, diz a atriz, que mostrou a versatilidade do material em ensaio no Centro Cultural Parque das Ruínas, em Santa Teresa, na Região Central do Rio.


Nathália Rodrigues mostra a versatilidade do couro em ensaio

Apesar de ser casada com o roqueiro Tchello, baixista da banda Detonautas, Nathália conta que a paixão pelo material é antiga e que ela tem um jeito próprio de usar a peça. ?Quanto mais ?podrinho? ele ficar, mais gosto de usar, por isso não tenho tanto cuidado para guardar. No entanto, são peças que não podem ir para a máquina, então, uma vez por mês mando para a lavanderia para ser lavado a seco. Tchello também curte usar as jaquetas, é mais uma coisa que temos em comum?, conta ela, há quatro anos com o músico. ?Muita gente acha que a gente só namora ou que mora junto, mas não! Nós nos casamos no papel?, avisa a atriz, que por enquanto não pretende ter filhos. ?Tchello já tem um filho e nós estamos numa fase de muito trabalho, graças a Deus. Pensamos em aumentar a família, mas é um plano para dois ou três anos?.

O trabalho realmente tem tomado a agenda de Nathália. Atualmente ela está morando no Rio, onde grava as cenas da enfermeira Elenice, em ?Amor à vida?. Nos fins de semana, voa para São Paulo, onde está em cartaz com a peça ?Divórcio?. ?É uma correria, mas que me deixa muito feliz. A minha expectativa em relação à novela é a melhor. Fiz laboratório e percebi como a profissão de enfermeira é bonita, como é uma benção poder curar alguém. Estou na torcida?, vibra ela, que veio de outro sucesso, como a prostituta Natasha em ?Gabriela?.

O papel, aliás, lhe valeu o convite para posar nua. ?Não tenho problema com o nu, sou uma pessoa resolvida, faço terapia há mais de 12 anos. Meu corpo não é o meu trabalho, só faz parte dele. Fiz a "Playboy" porque foi uma proposta irrecusável, para mudar de vida. Comprei a minha casa e pude ter uma estabilidade financeira?, justifica.

Apesar do jeito voluptuoso, Nathália garante não ser sensual no cotidiano. ?A sensualidade é um personagem que eu fico muito feliz em poder fazer tão bem. Sei entrar e sair dele. No mais, sou uma pessoa normal. Em São Paulo, só ando de ônibus e de metrô e ninguém me reconhece. Minha vida não é diferente da que tem um trabalhador?, avisa Nathália, que tem 1,60m e pesa 51kg.

?Sou maratonista, trabalho o corpo para ter saúde e poder estar bem para exercer a minha profissão. Minha família tem tendência a engordar, então, preciso fazer a minha parte, mas não sou neurótica. Meus valores não estão relacionados a ter a barriga trincada ou a maior bunda do mundo. Eles têm a ver com uma família saudável, poucos e grandes amigos, poder falar e abraçar as pessoas com verdade e ter uma espiritualidade elevada?.


Nathália Rodrigues mostra a versatilidade do couro em ensaio

Nathália Rodrigues mostra a versatilidade do couro em ensaio

Nathália Rodrigues mostra a versatilidade do couro em ensaio

Fonte: EGO