Nível de testosterona é ligado à generosidade

Estudo revela que hormônio controla comportamento mesquinho dos homens

Quanto mais músculos, menor é a generosidade. Pelo menos é o que sugere dois estudos recentes feito por pesquisadores da Whittier College e da Universidade Claremont, na Califórnia (EUA). Segundo os cientistas, a alta quantidade do hormônio masculino testosterona influencia no comportamento mesquinho dos homens.

Para realizar as análises, tubos de gel contendo testosterona e placebo foram distribuídos a 25 estudantes universitários. Após aplicar a substância na pele, os voluntários receberam 10 dólares e tinham de oferecer qualquer quantia do dinheiro a outro participante.

Quem recebesse o dinheiro deveria dizer se considerava ou não a doação justa. Caso não achasse, ambos ficariam sem o dinheiro. Segundo os pesquisadores, o gel com testosterona reduziu em 27% o nível de generosidade dos participantes, com as doações girando em torno de US$ 1,57 e US$ 2,15.

Os produtos que apresentavam maior quantidade de testosterona influenciaram ainda mais os participantes, que ofereceram quantias mínimas, como US$ 0,55. Além disso, os pesquisadores afirmam que a quantidade do hormônio também influenciou os universitários que recebiam o dinheiro.

Quantias abaixo de US$ 4 foram rejeitadas por quem utilizou o gel com testosterona. Já os que utilizaram placebo rejeitaram quantias abaixo de US$ 2,15. A explicação para os resultados, de acordo com os pesquisadores, a testosterona bloqueia a ação da oxitocina no cérebro, o chamado hormônio do amor, que está associado a níveis mais altos de generosidade.

Fonte: minhavida