Nova técnica de lipo usa radiofrequência

Além de retirar gordura localizada, procedimento atua no combate à flacidez da pele

Uma nova técnica de lipoaspiração, ainda não aprovada no Brasil, junta a radiofrequência para contrair a pele e dissolver gordura. A novidade se baseia na tecnologia RFAL (Radio Frequency Assisted Liposuction), que consiste em um aparelho chamado Body Tite, que, por meio de eletrodos, promove o aquecimento subdermal, resultando na dissolução da gordura e contração da pele. Mais seguro e rápido, o método atua também promete agir no combate à flacidez da pele.

<br><img src="http://static.meionorte.com/uploads/imagens/carmemdea/012010/3ec114d9e9ab55d25a9830a5520ef4b9.jpg" width="436" height="436" /><br>

“O aparelho trabalha com temperatura contínua e possui uma ponteira especial que garante ao médico controle preciso da localização e da distância entre os eletrodos internos e externos pelos quais é transmitida a corrente de radiofrequência responsável pela liquefação da gordura”, explica o cirurgião plástico Maurício de Maio, especialista em procedimentos estéticos minimamente invasivos.

A lipoaspiração por radiofrequência assistida possibilita uma aspiração menos traumática do tecido adiposo, com redução significativa dos hematomas, do inchaço e da dor, se comparado aos métodos tradicionais. “A capacidade do aparelho de aquecer uniformemente tanto pequenas regiões como as maiores e a rápida velocidade desse aquecimento influenciam positivamente no enrijecimento da pele e na diminuição da celulite”, acrescenta De Maio.

Fonte: Abril, www.abril.com.br