Nua, atriz Grazi Massafera fala da gravidez de 9 meses

Nua, atriz Grazi Massafera fala da gravidez de 9 meses

Atriz também comenta sobre o que sente às vésperas de completar 30 anos

?Tive uma contração hoje?, anuncia Grazi Massafera ao chegar direto da obstetra para a entrevista, quinta-feira, na Barra. Com 36 semanas de gestação, ela e Cauã Reymond se preparam para o nascimento da primeira filha, Sofia, que deve nascer de parto normal, como quer a atriz, até o dia 20 de maio. De costas, nem parece estar às vésperas de ter bebê. Engordou ?11 quilos e pouquinho?, fez pilates, caminhadas, buscou uma alimentação orgânica e fez curso de culinária ayurvédica.

? Estou sentindo muita fome e vontade de comer doces. Como rapadura todos os dias. O problema é que dá vontade de comer o pacote, o pote, a caixa ? comenta Grazi, diante de um frugal prato de salmão com legumes e nhoque de baroa sem molho, no Garcia & Rodrigues, do BarraShopping.

A atriz parou de trabalhar há dois meses para preparar a chegada da filha. Há duas semanas, fez este ensaio fotográfico para o ELA, no condomínio onde mora, no Itanhangá.

? Ela está uma baita dona de casa ? elogia o marido, galã do momento. ? A Grazi faz um sucos ótimos e cozinha uma fritada de atum maravilhosa.

A mala da maternidade ainda não está pronta. Mas o quartinho está quase. Com teto azul céu e duas paredes rosas, foi decorado para "uma menina divertida", com bordados coloridos no enxoval.

? Estou sentindo uma mistura de ansiedade com empolgação ? diz.

Faltam detalhes: garrafa térmica, babá eletrônica, lixeira. Gilmar Massafera, pai da atriz, veio de Paranaguá ? onde mora ? para cuidar da reforma do quartinho.

? Quero falar para minha neta: ?Foi o vô que fez? ? diz seu Gilmar.

Seu Gilmar é pedreiro. Prefere morar no interior a vir para o Rio. Não entende esse papo de morar junto e quer que a filha se case. Desde que Grazi surgiu na TV pelo ?Big Brother?, ele vai todos os anos a Aparecida do Norte para agradecer o sucesso da filha.

? Alguém poderia imaginar a filha de um pedreiro na Globo? ? pergunta ele.

A cada estreia da filha em novela, seu Gilmar arma em Paranaguá uma festa ? uma bagunça, como ele diz. Reúne cerca de 70 amigos e familiares no Teatro Very Good, todos em torno de uma televisão. Um leva um bolo, outro leva um salgadinho. Quando Grazi surge na tela, eles gritam, pulam e se sacodem como se reagissem a um gol da seleção. O pai-pedreiro, em seguida, solta cinco minutos de fogos para celebrar mais um trabalho da filha.

Sete anos já se passaram desde que Grazi foi contratada pela TV Globo, mas seu Gilmar continua celebrando como se fosse a primeira vez que a filha aparece em rede nacional. Desde que saiu do ?BBB?, ela fez cinco novelas, estrelou episódios de ?As cariocas? e desmontou devagarzinho o preconceito de alguns atores que se negavam a contracenar com uma ?celebridade? saída de reality show.

? Esse purismo não cabe na TV. Televisão é pop. Se fosse assim, Hollywood não teria existido, porque nem todas as estrelas passaram pela Broadway ? decreta Miguel Falabella, que teve Grazi em duas de suas novelas. ? Ela tem carisma e é uma lady. O público gosta dela. Não é à toa que a Grazi está em todos os outdoors.

Para Cauã, a trajetória de sua mulher não passa exatamente pela doçura, como muitos apontam:

? Ela é especial porque tem maturidade emocional e inteligência para lidar com o não, o talvez, a ansiedade. A Grazi tem simplicidade e gosta disso. Para mim, esse é um dos maiores segredos da minha mulher.

Nascida em Jacarezinho, uma cidade com 40 mil habitantes, Grazi afirma não querer se afastar da realidade do país e de sua própria origem. Vez ou outra vai a pé à Tijuquinha, comunidade perto de sua casa.

? Tem uma pizza ótima lá.

Aos domingos, vai à feira comprar orgânicos. Virou adepta de suco verde, açaí com mel e tônico de amêndoas, e causa sensação entre os feirantes.

? É uma festa. Adoro ver gente, encontrar as pessoas ? conta a atriz.

Há alguns anos, conheceu a Rocinha com a amiga e atriz Ana Lima, que era responsável por um projeto social para 30 crianças.

? A Grazi estacionava o carro, atravessava a passarela sozinha, e levava bolo, brigadeiro e um monte de xampus da L?Oréal ? lembra Ana, que considera Grazi sua irmã caçula.

Em junho, a atriz completa 30 anos. Ao ouvir sobre a mulher experiente descrita por Honoré de Balzac em "A mulher de trinta anos", anota na agenda o nome do livro para comprar.

? Estou neste momento. Vou ler o livro, grávida ? diz, enquanto pega uma de suas quatro agendas nas quais escreve de um tudo. ? Sinto que a ingenuidade perdeu um grande espaço desde que apareci na TV, mas me esforço para não perdê-la. Não queiro deixar de acreditar nos sonhos, e quero passar isso para minha filha.

Grazi acaba de recusar um convite de Silvio de Abreu para a próxima novela do autor. Teria que deixar Sofia em casa com apenas três meses e se dividir entre as gravações no Projac e em São Paulo:

? Fiquei entre a cruz e a espada. Meu grande medo era não estar inteira nem com a Sofia nem com a novela.

O convite de Silvio de Abreu veio logo depois que ele assistiu ao filme ?Billi Pig?, estrelado por Grazi e Selton Mello. O longa, dirigido por José Eduardo Belmonte, foi um marco na carreira da atriz, que ganhou confetes de críticos e de gente do cinema por sua atuação como comediante.

? Ela é uma pessoa doce, inteligente e despojada. Foi uma das experiências mais felizes que tive com uma atriz. É simples, tranquila e objetiva. É impressionante como uma pessoa que move tantos negócios como a Grazi seja desprovida de qualquer tipo de estrelismo e afetação ? comenta José Eduardo Belmonte.

Grazi tem espírito de vendedora, herança do tempo em que trabalhava em Jacarezinho. Atualmente faz publicidade para três produtos da L?Oréal, tem um contrato de licenciamento com Azaleia e estreia em maio uma campanha de tinta ao lado de Cauã, dirigida por Fernando Meirelles. Hoje é paparicada como estrela nos contratos e nos bastidores das campanhas. Mas assim que saiu do ?BBB?, passou aperto ? literalmente.

? Um dos primeiros catálogos que ela fez era de calças jeans. Ela vestia 38, mas levaram apenas peças 34. Não cabia. A equipe da grife rasgava a calça, fazendo um triângulo na parte traseira e ela tinha que posar fingindo que a calça estava ótima. Ela achou aquilo tão esquisito ? lembra Marcia Marbah, empresária da atriz e irmã de Angélica.

Entre os conselhos que Grazi recebeu de Marcia, assim que começaram a trabalhar juntas, está o de não perder o sotaque do interior do Paraná. Ela obedeceu.

? Esta foto está tão internacional ? capricha no "erre" ao ver a foto da capa do ELA.

Fonte: Globo