Plástica antes da idade adulta é mais comum

Deixar de ser alvo de piadas na escola é um dos motivos da cirurgia

De acordo com a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, 13% das cirurgias estéticas feitas no Brasil são em adolescentes. Técnicas em cirurgias plásticas estão cada vez menos invasivas e mais acessíveis, possibilitando que crianças e adolescentes recorram a esse procedimento e deixem de ser alvo de piadas em seu meio social.

No caso das meninas, o maior incômodo para elas é o tamanho das mamas. A cirurgia de redução, mamaplastia redutora, pode ser feita a partir dos 14 anos e é aconselhada quando há volume no local, para que não ocorram problemas na coluna decorrentes do peso. A técnica não utiliza sutura, mas sim pontos de fio absorvível que não necessitam de retirada após a cirurgia.

A cirurgia mais procurada pelos meninos é a que corrige orelhas de abano (otoplastia). Podendo causar traumas psicológicos, apelidos na escola sobre as orelhas podem gerar depressão e interferir no desempenho da criança. Pode ser realizada a partir dos 6 anos, diante da observação do especialista diante do problema apresentado.

Outro problema também comum aos meninos é o crescimento anormal das mamas (ginecomastia) e a cirurgia pode tratar deste caso. Poucas vezes a cirurgia é feita antes dos 15 anos, pois há a possibilidade de regressão espontânea. Contudo, se não houver nenhuma mudança, aconselha-se a retirar as glândulas por meio da cirurgia.

"Esse problema pode ocorrer, sobretudo, durante o período da puberdade e adolescência, mas também na maturidade. Pode ser corrigido com a remoção cirúrgica das glândulas mamárias aumentadas, por lipoaspiração ou pela combinação de ambas as técnicas",afirma o cirurgião plástico Luiz Lourenço. "Além do desconforto causado, motivo de inibição para frequentar ambientes sem camisa, como praia e piscinas, é sabido que a incidência de câncer mamário em homens com ginecomastia é maior", diz o cirurgião.

Entre meninos e meninas, cirurgia muito comum também é a rinoplastia, que altera formato, tamanho e até problemas funcionais do nariz. Visando trazer harmonia ao rosto, pode ser feita a partir dos 16 anos em meninas e 18 anos, nos meninos.

Fonte: minhavida, www.minhavida.com.br