Quatro passo para eliminar os pneuzinhos

Montamos um programa com quatro passos para você não derrapar nas curvas da sua cintura

 Não há gordura que mais incomode do que a abdominal. Ela emperra o jeans, marca o vestido, deforma a blusa... Montamos um programa com quatro passos para você não derrapar nas curvas da sua cintura

1º Passo

Inclua condimentos na dieta

Além de darem sabor especial aos pratos, especiarias e ervas são capazes de exterminar calorias. Gengibre, pimento e mostarda são exemplos de alimentos termogênicos: durante a digestão, aumentam a temperatura do corpo, aceleram o metabolismo e queimam gorduras”, explica a nutricionista Cynthia Antonaccio, de São Paulo.

Esse poder foi comprovado em um estudo realizado na Universidade de Oxford, na Inglaterra, que mostrou que comer diariamente 1 colher de chá de pimenta vermelha aumenta o metabolismo em 20%. O mesmo acontece quando você ingere uma porção igual de gengibre três vezes ao dia.

Os benefícios não param por aí: temperos como açafrão, alecrim, manjericão e orégano podem substituir o sal, que provoca retenção de líquidos. Mas os termogênicos devem ser consumidos com moderação – o exagero pode provocar doenças gastrintestinais. Inclua no cardápio diário um ou dois desses aliados “enxuga-pneu”.

Quem tem hipertensão, problemas cardíacos ou de tireoide deve consultar um médico, pois alguns desses alimentos alteram o me tabolismo. O mesmo vale para gestantes e lactantes.

2º passo

Faça abdominais

“Para definir a musculatura da cintura, faça duas séries de 15 a 20 repetições para cada movimento”, recomenda a professora Milena Emídio, da Triathon Academia, em São Paulo

3º passo

Invista em tratamentos

Quem está com até 5 quilos acima do peso ideal ou tem de 2 a 3 centímetros de gordura localizada a mais (faça o teste pinçando o pneuzinho com a mão) também deve investir em tecnologias estéticas

Ultrassom com corrente elétrica + Accent Primeiro, du rante duas semanas, aplica-se o ultrassom associado à corrente elétrica na região abdominal. Depois, por uma semana, usa-se o Accent, que superaquece a área, estimulando a formação de colágeno e o enrijecimento da pele. “Antes, injeta-se soro na região, pois o líquido ajuda o ultrassom a que brar as células adiposas”, explica a dermatologista Denise Steiner, de São Paulo. Recomendamse de seis a dez ses sões. A partir da quarta aplicação, dá para notar uma redução de até 3 centímetros nas medidas. Cada aplicação custa 600 reais. É proibido para gestantes, lactantes e pessoas com inflamações intestinais.

Cremes redutores + intradermoterapia O ritual começa com uma massagem à base de cremes que aceleram a queima da gordura. Em seguida, entram injeções com medicamentos que quebram as moléculas adi posas, eliminadas pela urina. “Após a segunda aplicação, já se nota o abdome mais enxuto”, garante a dermatologista Lígia Kogos, de São Paulo. São necessárias de seis a dez sessões, a 150 reais cada uma. É proibido para grávidas e lactantes.

Eletroacupuntura + ultrassom Na acupuntura estética, agulhas são ligadas a uma cor rente elétrica, transformando-se em eletrodos. Os choquinhos favorecem a quebra das moléculas de gordura e a drenagem linfática. Po ten cializa-se o efeito com um aparelho de ultrassom com ventosas. “É possível perder de 2 a 4 centímetros já na primeira sessão”, explica a fisioterapeuta Cláudia Cristi na, de São Paulo. Recomen dam-se dez sessões a 40 reais cada uma. Proibido para grávidas, lactantes e por tadores de marca-passo. 4º passo Use cremes em casa “Em conjunto com dieta, atividade física e procedimentos estéticos, os cremes penetram com facilidade na pele e quebram as células adiposas”, garante Denise Steiner. Conheça alguns bons produtos

Fonte: minhavida