Refrigerante causa síndrome metabólica

Quem sofre com a síndrome apresenta altos índices de glicose, colesterol e pressão arterial e ainda tem excesso de gordura na região abdominal

Um estudo feito nos Estados Unidos revelou que pessoas acima de 50 anos de idade que bebiam refrigerantes diariamente tinham até mais 48% de chances de desenvolverem síndrome metabólica. Esse distúrbio se caracteriza por uma alteração em várias taxas corpóreas de forma simultânea.

Quem sofre com a síndrome apresenta altos índices de glicose, colesterol e pressão arterial e ainda tem excesso de gordura na região abdominal. A síndrome metabólica é considerada um dos maiores fatores para o aumento do risco de doenças cardiovasculares. A má notícia é que, segundo o estudo, mesmo as pessoas que bebiam refrigerantes de baixas calorias, também ficam dentro desse grupo de risco.

Fonte: Abril, www.abril.com.br