Aprenda remover os cravos do rosto sem agredir sua pele; veja!

Presentes principalmente na zona T do rosto, os cravos podem ser ainda mais prejudiciais à cútis se forem removidos de forma incorreta

Em certas fases da vida, especialmente durante a adolescência e menopausa, os implacáveis comedões, mais conhecidos como cravos, costumam surgir de forma inesperada na pele como consequência das alterações hormonais, que aumentam a produção das glândulas sebáceas - responsáveis pela oleosidade - e obstruem os poros do rosto.


Remova os cravos do rosto sem agredir a pele

Presentes principalmente na zona T do rosto (testa, nariz e queixo), os cravos brancos (formados pela obstrução da glândula sebácea) e pretos (causados pela oxidação por estarem em contato direto com o meio externo), além de comprometerem qualquer visual, podem ser ainda mais prejudiciais à cútis se forem removidos de forma incorreta.

Por isso, antes de cutucar cada cravinho, alguns cuidados simples, porém fundamentais, devem ser tomados. ?O segredo para retirar os cravos sem se machucar e provocar manchas está na preparação da pele. Assim, evita-se a proliferação de bactérias, além de facilitar e suavizar a saída dos comedões?, explica Elizabeth Ganzarolli, professora de estética e esteticista facial e corporal.

Certo: para deixar o rosto livre dos cravos e sem qualquer marquinha, você precisará usar espuma de limpeza ou sabonete líquido específico para seu tipo de pele, creme esfoliante, chumaços e quadradinhos de algodão, sérum hidratante, filtro solar e toalha;

Certo: o primeiro passo para garantir a correta extração dos cravos é remover todas as impurezas presentes na pele com espuma de limpeza ou sabonete líquido;

Certo: o produto deve ser aplicado com movimentos circulares, de dentro para fora e de baixo para cima, para facilitar o levantamento da musculatura;

Certo: em seguida, retire a espuma ou sabonete líquido com água fria corrente e seque bem o rosto com a toalha;

Certo: com a pele limpa, inicie a esfoliação, principalmente nas regiões com mais cravos. Mas atenção: o esfoliante deve ser pouco abrasivo para não agredir a cútis;

Certo: logo depois de passar o esfoliante e promover uma limpeza profunda do rosto, mergulhe um quadradinho de algodão num recipiente com água morna. A ideia é aplicá-lo posteriormente sobre a pele para dilatar os poros e amolecer o sebo presente nos cravos;

Errado: molhar o algodão com água fria não causará o efeito desejado, pois é o calor que facilitará a remoção correta e segura dos cravos;

Certo: com o quadradinho umedecido, puxe a ponta do algodão com os dedos para que ele se desmembre em duas partes;

Certo: faça o mesmo com os outros quadradinhos de algodão. Em seguida, aplique-os sobre o rosto e deixe agir por cinco minutos;

Certo: logo depois, enrole as pontas dos dedos indicadores com chumaços de algodão para evitar o atrito da unha com a pele;

Errado: não use as unhas para se livrar do problema. Além de causar lesões e infecções na pele, ela retira apenas a parte superior do cravo;

Certo: com as unhas isoladas, inicie a remoção pelo nariz. Retire o quadradinho de algodão da região e faça uma leve pressão em volta do cravo;

Certo: para não se machucar, a dica é espremer cada pontinho com movimentos de deslizamento e compressão, de baixo para cima e de um lado para o outro;

Certo: ao chegar à região do queixo, fique atento: o processo de extração dos cravos brancos e pretos deve ser o mesmo;

Certo: na testa e bochechas, a direção e força dos movimentos devem ser mantidas;

Certo: depois de eliminar todos os cravos, aplique um sérum hidratante ou loção calmante sobre a pele. Ambos irão hidratar profundamente a cútis e proporcionar sensação de conforto;

Certo: o produto deve ser colocado em todo o rosto, com movimentos circulares, de dentro para fora e de baixo para cima;

Certo: para finalizar, passe filtro solar específico para o seu tipo de pele. Ele deixará sua cútis protegida dos efeitos nocivos dos raios solares.











Fonte: Terra