Romântica de "Viver a  Vida" volta à TV mais magra e sem silicone

Romântica de "Viver a Vida" volta à TV mais magra e sem silicone

A atriz será Sandra, amiga de Laura (Marjorie Estiano), em "Lado a lado", próximo folhetim das 18h.

rês anos depois de surgir na Globo como a estagiária romântica Paixão, em "Viver a vida", Priscila Sol está de volta às novelas. A atriz será Sandra, amiga de Laura (Marjorie Estiano), em "Lado a lado", próximo folhetim das 18h. Ao contrário de sua personagem na novela de Manoel Carlos, a jovem, desta vez, terá muita atitude.

- Ela é moça de 22 anos que está à frente de seu tempo. Ela não tem a preocupação de casar e ter filhos, como era comum na época. Estuda e se torna professora ao longo da novela - contou Priscila, em entrevista ao blog.

Além do papel bem diferente, a atriz, de 32 anos, surgirá nove quilos mais magra e sem silicone dos seios. Ela colocou a prótese depois de engravidar de Vitor, de 9.


Romântica de

Romântica de

- Sempre fui muito magra e, antes de fazer "Viver a vida", engordei um pouco. Acabei relaxando, até porque achei que cabia para a personagem, uma menina sem autoestima, que não se portava como mulher. Mas, quando se tem 20 anos, é só fechar a boca para emagrecer. Fui fazer isso aos 30 e não consegui. Engordei nove quilos e demorei um ano e meio para perder. E resolvi tirar o silicone justamente nesse época. Engordei e o peito cresceu muito.

Sobre os anos afastada da TV, Priscila diz que, a princípio, preferiu não fazer lobby com diretores e produtores, mas que depois reconsiderou a ideia de correr atrás de um papel:

- Fiquei dois anos e meio fazendo curtas de amigos. Tem ator que sofre muito quando não está na TV. Eu às vezes ficava pensando nisso também, mas fiz alguns testes e não rolou um papel. E eu também não buscava. Nunca mandei email para diretores e produtores. Resolvi, então, estudar. Até que, no último Natal, pensei: "Vou fazer o que todo mundo faz". Montei um videobook e levei à Globo. Disse que estava precisando trabalhar, mostrei o material e fui chamada para um teste. Fiquei muito nervosa na hora, tanto por ter ficado muito tempo longe como pela pressão que as pessoas depositam para você voltar logo.

Fonte: OGlobo