Sabia como manter a pele sempre bela de Claudia Raia e Maitê Proença

Gisele Torok, dermatologista das atrizes, dá dicas sobre o que fazer em casa e no consultório, e como se proteger após os 45 anos.

"Se eu pudesse dar só uma dica sobre o futuro seria esta: usem o filtro solar!". O conselho é de Pedro Bial no texto "Filtro solar", mas é senso comum nos consultórios de dermatologistas no mundo inteiro. Lançar mão do protetor diariamente e retocá-lo pelo menos uma vez ao dia é uma recomendação para a vida. E, e se quer chegar na segunda metade dela com a pele linda e jovem como a das atrizes Claudia Raia, de 46 anos, e Maitê Proença, de 55, vale anotar as dicas valiosas de Gisele Torok, dermatologista da dupla.


Saiba como ter a pele sempre jovem de Claudia Raia e Maitê Proença

"O estrago promovido pelo sol e a resposta aos tratamentos serão diferentes para cada pessoa. Quem tem a pele mais clara responde de forma pior aos efeitos danosos da exposição solar. Paradoxalmente, na pele mais clara podemos utilizar energias mais altas de laser ou sermos mais agressivos nos peelings, já que esta pele é menos propensa a manchas decorrentes destes procedimentos", explica.

Claudia Raia é um exemplo de mulher que mantém uma relação de amor profundo com a própria pele, protegendo-a e evitando ao máximo os raios solares. "Isso tudo aliado a uma genética incrível fez com que ela, no auge dos 46 anos, tenha uma pele ótima, sem manchas e com pouquíssima ruga e flacidez. Foi providencial toda essa proteção porque a Claudia tem propensão a alergia e é intolerante aos ácido de tratamentos mais fortes", conta Gisele.

Já Maitê aproveitou bem a praia quando era mais nova. "Até hoje ela frequenta a praia, mas com menos exposição e com proteção solar, o que é fundamental para manter a pele dela linda do jeito que está", diz a especialista, que aposta em tratamentos que também começam em casa. "Tem que ser feito um bom preparo da pele, com muito ácido retinóico e despigmentantes associados (como hidroquinona, ácido fítico, ácido kógico) e usar antioxidantes de dia e cremes de ação tensora. Além disso, filtro solar sempre, diariamente, mesmo que não vá à praia. O fator deve ser maior ou igual a 30 e recomenda-se o uso de maquiagem para bloqueio de luz visível".

A seguir, Gisele Torok lista as dicas preciosas do que hoje em dia pode ser feito em consultório para que qualquer mulher após os 45 anos tenha uma pele de artista.

TOXINA BOTULÍNICA

Para relaxar musculatura e melhorar as rugas dependentes da ação muscular. É ideal para os pés de galinha e rugas da testa.

ÁCIDO HIALURÔNICO

Para preencher sulcos e rugas estáticas, ou seja, não relacionadas à ação muscular.

LUZ PULSADA

Para melhorar os vasinhos e manchas de sol.

LASERS FRACIONADOS ABLATIVOS E NÃO ABLATIVOS

Em função do sol, existe a degradação das fibras elásticas e do colágeno, levando à formação das rugas e flacidez. Essas rugas podem ser superficiais ou profundas. Estes lasers tratam sobretudo as rugas e, secundariamente, melhoram a flacidez.

ULTRASSOM MICROFOCADO

Tratamento específico para a flacidez. É capaz de promover um lifting não invasivo de "papada" e sobrancelha. Coagula a musculatura e promove a remodelação de colágeno sem cortes na pele.

RADIOFREQUÊNCIA

Também para flacidez. Estimula a remodelação de colágeno de dentro para fora, por aquecer a derme e o tecido celular subcutâneo.

Fonte: EGO