Sexo faz bem para a saúde e aparência

Sexo faz bem para a saúde e aparência

A endorfina dá aquela sensação de prazer, além de regular o sono e afastar a depressão

Melhora a circulação, deixa a pele brilhante, alivia o stress, pode queimar até 300 calorias em 1 hora. E ainda por cima é de graça. Poderíamos estar falando de 60 minutos de caminhada ou de pedalar na ergométrica, mas existe uma forma bem mais prazerosa de se conseguir esse efeito: transando.

“É um dos ‘esportes’ mais saudáveis que existem”, afirma o ginecologista e sexólogo Gerson Lopes, vice-presidente da Federação Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia. “Tonifica os músculos, estimula a circulação, previne doenças do coração e acaba com o stress”, confirma Haruo Okawara, da clínica Kinsey e mestre em terapia sexual pelo instituto norte-americano Masters & Johnson. Uma parte da explicação é puramente química: transar estimula o organismo a produzir algumas substâncias preciosas para a aparência e o bem-estar.

A endorfina dá aquela sensação de prazer, além de regular o sono e afastar a depressão. Já a beleza da pele e o brilho do cabelo são conseqüências do aumento do nível de estrógeno no sangue. Como se não bastasse, uma pesquisa feita no Hospital Real de Edimburgo, na Escócia, trouxe ainda mais um incentivo. Sexo, além de tudo, rejuvenesce. Mas tem que ser praticado sempre!

O neuropsicólogo David Weeks, que fez o estudo, descobriu que mulheres que aparentavam cerca de dez anos a menos do que sua idade verdadeira, mantinham relações sexuais pelo menos três vezes por semana. Nem tudo é perfeito Na verdade, dentro dessa boa notícia se esconde um alerta: “Quem tem relações só de vez em quando – e menos do que gostaria – está mais sujeito a ter problemas emocionais”, diz a psiquiatra Carmita Abdo, coordenadora do projeto sexualidade da Universidade de São Paulo (USP).

Dependendo da maneira que a pessoa leva sua vida sexual, as vantagens físicas e psíquicas podem ser anuladas. Relações casuais e sem parceiro fixo, segundo os especialistas, aumentam a tensão e a expectativa. “As pessoas ficam estressadas imaginando se vai acontecer de novo e quando.” É difícil controlar a ansiedade. A dica nesse caso é fácil de falar e um pouco mais complicada de seguir: amenizar a “neura” fazendo outras coisas que gastam energia ou são criativas. Fazer exercícios, estudar música ou pintura são opções.

Voltando àquela atividade realizada geralmente na horizontal, os benefícios estéticos são importantes. Mas o principal efeito do sexo não pode ser visto, apenas sentido. “Ter relações com freqüência ajuda a elevar a auto-estima”, afirma Carmita. Considerar-se linda, poderosa, sexy é ao mesmo tempo a causa e a conseqüência de um relacionamento “caliente”.

E, se o tédio sexual anda atacando a dupla, um bom antídoto é justamente entrar no clima erótico. Transar ajuda a querer transar mais e melhor. Motivo: o tal estrógeno (aquele hormônio que entra em fase de produtividade crescente durante o ato) aumenta o desejo sexual feminino

Fonte: Abril, www.abril.com.br