Simone, vedete de Joia Rara, diz "Sempre me mandam engordar"

Simone, vedete de Joia Rara, diz "Sempre me mandam engordar"

Simone afirma ser como Serena, bem resolvida com o seu corpo.

Em "Joia Rara", o cabaré Pacheco Leão ganhou uma vedete especial: Serena Fox, interpretada pela atriz Simone Gutierrez. Diferentemente das outras atrizes, ela é baixinha e gordinha, deixando para trás a ideia de que para dançar e ser sensual é preciso ser magrinha. Em entrevista ao Purepeople, ela conta detalhes sobre sua personagem e como lida com o fato de estar "fora do padrão".

A atriz acredita que Serena chegou para mudar o pensamento padronizado. "Esse papel é um divisor de águas na televisão, pois abre espaço para o gordinho, que será defendido de uma forma bonita e sutil", afirma.

Em meio à polêmica em "Amor à Vida" com Pérsefone, personagem de Fabiana Karla, sofrendo bullying por estar acima do peso, Simone garante que Serena será diferente. "É exatamente ao contrário da Perséfone. Ela será chamada de gordinha, gordoca... Mas ela tem uma autoestima muito elevada. O diferencial dela é esse", garante.

"Ela vai tem um envolvimento com um dos personagens do núcleo do cabaré. Mas ele não vai admitir que gosta dela, por ela ser gordinha e muito bem resolvida. Ele vai ficar assustado com o jeito determinado e independente dela", completa, falando sobre o par romântico da vedete com o pianista Arlindinho, personagem de Pedro Neschling.

A atriz conta que Serena não se sentirá intimidada com o corpo de suas companheiras no Pacheco Leão, como Mariana Ximenes, Leticia Spiller e Giovanna Ewbank. "Ela se acha linda do jeito que é! Ela é muito alto astral. A frase "já viu carne sem gordura prestar?" já virou o bordão dela, e é verdade!", acrescenta.

Engordando para viver Serena

Simone revela que para encarar o papel, precisou "entregar o corpo ao personagem", por isso, mesmo estando acima do peso, decidiu engordar mais. "Eu estava mais magra, e quando eu soube que era para fazer essa vedete gordinha, quis dar uma encorpada. O barato dela é ser gorda. É muito engraçado", conta.

No entanto, a atriz ganhou quilinhos a mais com saúde. "Tenho acompanhamento de um endócrino. Estou engordando saudavelmente. A minha família é de italianos gordinhos e baixinhos, mas eu nunca fui do estereótipo magrela, por isso tenho facilidade para engordar e para emagrecer", explica.

Carreira e Dietas

Além de ser atriz, Simone é bailarina formada e cantora profissional. Ela, que iniciou sua carreira nas telinhas no humorístico "Zorra Total", em 2009, conta que, diferente de Serena, já sofreu preconceito. "Já perdi muitos trabalhos, principalmente no começo. Foi depois de HairSpray (musical teatral de 2009), que começaram a olhar para mim de outra forma", conta.

Hoje, ela credita o seu tipo físico o sucesso de sua carreira. "Sempre que estou magra, alguém me manda engordar", conta, rindo.

Mas nem sempre foi assim. Ela admite que, devido ao balé, que faz desde os três anos - agora está com 37 -, já se esforçou muito para "entrar no padrão" e emagrecer. "Eu era a única bailarina gordinha. Então eu vivia de dieta louca, da lua, da laranja, da proteína... Tudo o que você pode imaginar (risos)", relembra.

Apesar das tentativas quando mais jovem, Simone afirma ser como Serena, bem resolvida com o seu corpo. "Vivo em um meio onde tudo é aparência. Se eu não fosse bem resolvida, já tinha me suicidado. Quem se preocupa muito com isso é porque não possui muitas qualidades. Beleza acaba, talento não. Graças a Deus estou nesse meio por talento", pontua.

"Sou da turma que gorda ou magra eu sou feliz. Quando eu vou à praia, coloco o maiô e está tudo certo. Não deixo de fazer nada! E as pessoas têm que gostar de mim pelo o que eu sou. Sejam com quem eu me envolvi ou sou amiga, isso nunca foi um diferencial", enfatiza.

Fonte: Purepeople