Letícia Spiller posa toda sexy: ""Busco homem discreto""

Letícia Spiller posa toda sexy: ""Busco homem discreto""

Letícia Spiller posou toda sexy para a capa da

Letícia Spiller posou toda sexy para a capa da "Vip" de setembro. Na entrevista, ela diz: "Não entendo por que me acham sensual. Não tenho esse tipo de sensualidade que é comum, que é popular hoje em dia, essa coisa de mulher fruta, popozuda. Sou totalmente o oposto disso", opina a atriz.

Letícia fala também sobre relacionamentos, diz que homem, para ser sensual, precisa ser sensível, e que é muito romântica. "Eu sou totalmente romântica, muito mesmo. Mas querer ser amada não significa que todas as mulheres são assim como eu". A atriz, que está grávida de quatro meses e, nas fotos, ainda aparece sem barriguinha. Letícia fala que também não conseguiria se relacionar com alguém homofóbico. "Ser macho é bom, tem que ter virilidade e gostamos de homem viril. Mas ser machista é coisa do século passado. E ser homofóbico é inadmissível. Não quero nem me relacionar com uma pessoa que tenha preconceito contra os homossexuais. Os homens têm que aprender com os gays a compreender uma mulher". Ainda no tema relacionamentos entre os sexos, Letícia soluciona um mistério para os homens: por que mulheres vão sempre juntas ao banheiro? "Para uma fazer companhia à outra no caminho e não sofrerem sozinhas com o assédio até lá [risos]. Ou para falar coisa de menina".

Expectativas femininas

"O que a gente quer depende muito do momento. Do momento em que a gente está vivendo, do que estamos pensando. A natureza é impermanente, está em constante movimento. Mas acho que as mulheres param mais para pensar no que querem do que os homens. E acho que em geral os homens são mais práticos. Cada vez queremos uma coisa, mas às vezes elas são paradoxais. Muito simples [risos]. Se ele tiver sensibilidade, vai saber (o que uma mulher quer naquele momento)".

Homem sexy

"O cara calmo, sensível, que não tem medo de te olhar, que sabe conversar. A minha sexualidade passa muito pelo lado intelectual. Detesto massas e músculos se não tiver nada na cabeça. Prefiro o mirradinho, magrelinho e inteligente. E que sabe o que fazer. De repente o cara tem músculo e acha que tem aquela habilidade toda, mas na hora H mesmo não sabe nada. Sou muito do olhar e do silêncio. O homem silencioso me diz muita coisa. Quando eu era menor, sempre me atraía pelo mais engraçado, que geralmente era o mais feio. Agora eu busco mais essa calma, o homem discreto. Mas divertido também. Tem que ter senso de humor. Que nem a Jessica Rabbit, que prefere o cara que a faz rir. Mas também não adianta querer ser o engraçadinho o tempo todo, porque assim enche o saco".

Homem ideal

"Não. Sempre o cara tem um defeito ou outro, algo que tem que aprender, é normal, assim como nós. (...)Ninguém consegue ser sempre uma fortaleza".





Fonte: Ego, www.ego.com.br