Trabalho após a aposentadoria melhora a qualidade de vida

Saúde mental e física das pessoas que continuam a exercer profissão é favorecida

 Um estudo realizado pela Universidade de Maryland, nos Estados Unidos, sugere que trabalhar depois da aposentadoria é um fator que colabora para a saúde física e mental dos mais velhos.

Depois de analisar a vida de mais de 12 mil aposentados, entre 51 e 61 anos de idade, os cientistas afirmam que a qualidade de vida é muito maior para aqueles que continuam trabalhando. Após realizarem diversos exames para analisar a saúde mental e física dos voluntários, os cientistas concluíram que aqueles que continuaram exercendo a profissão dentro da sua área de conhecimento, apresentavam uma vida mais saudável e se mostravam mais dispostos para os momentos de lazer.

Porém, os pesquisadores também explicam que os indivíduos que continuaram trabalhando, mas em áreas diferentes do que faziam antes da aposentadoria, seja por motivos financeiros ou pela falta de oportunidade, estavam mais propensos a desenvolver problemas como o estresse.

Fonte: minhavida