Tratamentos simples clareiam as axilas

Volte a levantar os braços e usar blusas cavadas sem sentir vergonha

Quando passa pela vitrine, você fica encantada pelo vestido. Mas, ao notar os braços cavados, desiste. O mesmo acontece com as blusinhas de treino: todas têm manga, por vergonha das axilas escuras, problema causado pela depilação freqüente e até pelo uso de desodorantes. Mas não precisa se preocupar: para acabar com ele não é o caso de deixar os pelos crescerem demais ou ter de suportar o mau cheiro nos braços.

"Alguns tratamentos são capazes de clarear as axilas, deixando a região livre da pigmentação escura", afirma o dermatologista Cesar Cuono, especialista do MinhaVida. De acordo com ele, o escurecimento acontece quando a pele é exposta a uma série de agressões (desde o atrito das roupas e da própria pele) até o uso de produtos químicos.

"A quantidade de suor também pode causar manchas, assim como a obesidade (já que, quando há excesso de peso, o atrito é maior). Isso aumenta a produção de melanina", afirma o médico. É justamente a maior quantidade de melanina que explica as manchas mais comuns nas peles morena e negra.

Os tratamentos destinados a acabar de vez com esse escurecimento variam de acordo com o caso. "Normalmente, ele começa com produtos despigmentantes, que devem ser aplicados sobre a pele. Podemos usar, ainda, peelings e Luz Pulsada quando as manchas são mais escuras e resistem aos cremes", afirma Cesar Cuono.

Peeling

O peeling é realmente o tratamento mais eficaz, mas também o mais agressivo, já que queima a região escurecida. "No peeling, usamos uma substância ácida para queimar a região. esta queimadura superficial provoca uma descamação e conseqüente remoção da hiperpigmentação total ou parcial da pele", explica o especialista. Mas, por ser superficial, o tratamento não resolve os casos em que a área está escura demais. Durante a aplicação, você sente apenas um ardor. Mas a sensação passa em minutos e nenhum desconforto permanece (a não ser a descamação que irá acontecer).

Luz Pulsada

A luz pulsada funciona à base de raios luminosos que ajudam a diminuir a pigmentação extra da pele. "Os raios são absorvidos pela melanina acumulada e destroem este pigmento. Dependendo do tipo de pele e da concentração de melanina, pode-se sentir uma picada no disparo da luz, seguida de uma sensação de ardor. Mas o desconforto some em poucos minutos", explica o dermatologista.

Fonte: minhavida, www.minhavida.com.br