Confira algumas dicas para atenuar as olheiras

Confira algumas dicas para atenuar as olheiras

Tom escuro em volta dos olhos é reflexo de má vascularização, diz médica.

Olheiras podem ser reflexo de bem mais do que noites mal dormidas, cansaço ou uma vida boêmia. Segundo especialistas, elas estão associadas, em grande parte dos casos, a doenças alérgicas. De acordo com a dermatologista Flaviane Farias, o tom escuro em torno dos olhos é reflexo de má vascularização da região das pálpebras, uma espécie de edema, causado por doenças alérgicas ou pelo cansaço. A dermatologista afirma que não há cura para o problema quando é de fundo alérgico, mas existem tratamentos e formas de atenuar a situação, melhorando a vascularização da região em torno dos olhos. Cremes e chás ajudam a melhorar o aspecto dos olhos de quem teve uma noite mal dormida, diminuindo o inchaço e o edema, mas não existe uma solução definitiva para quem tem o problema de caráter patológico, segundo a médica. Mesmo assim, a orientação é a mesma: compressas úmidas e geladas na região dos olhos. A dermatologista Marcia Linhares afirma que o problema é maior nas pessoas de pele morena e orientais. "Uma dica legal são as compressas geladas com chá de camomila. O ideal é fazer o chá na noite anterior e deixar ele bem geladinho e colocar por 10 minutos", disse ela. A médica também fala que massagens podem ajudar. "A gente indica sempre a usar um creme duas vezes ao dia e fazer movimentos circulares de fora para dentro porque isso ajuda numa drenagem desse líquido e facilita essa circulação do local", explica ela. Para a estudante de relações públicas Marcela Luz, de 26 anos, que tem olheiras desde criança, o problema é hereditário. Por isso, na bolsa da jovem não pode faltar um corretivo ou um pó para disfarçar as olheiras. Ela já tentou várias receitas caseiras e cremes indicados por amigos e conhecidos, mas acabou desistindo porque não percebeu nenhum resultado. Na clínica dermatológica, Marcela vai testar novas formas de tratamento para atenuar suas olheiras. Quem tem problemas ligados a um quadro de alergia crônica e precisa de atendimento dermatológico pode procurar o serviço de atendimento na rede básica de saúde, onde deve passar por uma avaliação e receber encaminhamento.

Fonte: g1, www.g1.com.br