Modelo que teve mão decepada fala pela 1ª vez após acidente

Modelo que teve mão decepada fala pela 1ª vez após acidente

Lauren sofreu sérios ferimentos ao esbarrar na hélice do monomotor em que tinha voado com um amigo

Segundo o site da revista "People", Lauren Scruggs, a modelo americana de 23 anos que teve a mão decepada ao esbarrar sem querer na hélice de um monomotor, falou pela primeira vez após o acidente que aconteceu no sábado, 3.

De acordo com a publicação, Lauren falou com parentes e médicos. "Para a felicidade da família e dos médicos, Lauren falou algumas palavras nesta tarde. Quando perguntaram qual era o nome dela, ela respondeu: "Lauren". Que bênção", disse um representante da família. Ela também teria dito que ama os pais.

Lauren sofreu sérios ferimentos ao esbarrar na hélice do monomotor em que tinha voado com um amigo para ver a decoração de Natal da cidade de Dallas, no Texas, EUA. Além de ter uma mão decepada, ela sofreu cortes na lateral esquerda do rosto e no ombro. A modelo - que também é editora de uma revista online de moda e já trabalhou no departamento de figurino da série "Gossip Girl" - já passou por várias cirurgias desde então.

Na manhã desta terça-feira, 6, os pais de Lauren, Jeff e Cheryl Scruggs, participaram do programa de TV "Good Morning America". "Ontem (segunda-feira, 5) foi um dia bom. Houve progressos positivos", disse o pai. "É encorajador para a gente. Ela se sente muito desconfortável, como vocês podem imaginar", continuou ele. "Eles nos falaram que ela vai se recuperar. É claro que ela sofreu um trauma muito grande, perdeu a mão esquerda e o olho esquerdo também sofreu ferimentos. Estamos rezando para que ela recupere sua visão".

A mãe de Lauren contou que estava no local do acidente. "Eu estava do lado de dentro do aeroporto quando me falaram que ela tinha sido atingida. Fiquei lá até o socorro chegar. Essa foi a parte mais difícil, vê-la esperar. Tudo que pude fazer foi dizer que a amava", disse Cheryl Scruggs. O pai da modelo acredita que ela tenha ido até a frente do monomotor para agradecer ao piloto pelo passeio, e que teria esbarrado na hélice sem querer porque estava escuro.

O "Good Morning America" também entrevistou um consultor de aviação, que criticou o fato de o piloto ter deixado os passageiros desembarcarem enquanto a hélice ainda estava ativa.

Fonte: G1