Modelo teria feito sexo com amigo de namorado antes de morrer

Emily Longley, de Auckland, Nova Zelândia


Modelo teria feito sexo com amigo de namorado dias antes de morrer
A modelo neozelandesa Emily Longley, 17 anos, que foi encontrada morta no ano passado, em Bournemouth, na Inglaterra, teria tido relações sexuais com o melhor amigo do namorado, Elliot Turner, uma semana antes de morrer. Turner, 20 anos, foi acusado de matar a namorada em maio de 2011, quando ela foi encontrada morta na cama dele. O melhor amigo de Turner, Luke Ashford, 18 anos, contou à Justiça que passou a noite de 30 de abril do ano passado com Emily.

Ashford disse à corte que foi a uma festa com a garota antes de levá-la para a casa de Oliver George, um amigo deles, onde passariam a noite. Ele afirmou que recebeu uma mensagem de texto pelo celular do namorado de Emily: "que droga! Você é o meu melhor amigo, me diga por que ela saiu com você? Cara, eu confio em você". Questionado pelos advogados de Turner, Ashford admitiu ter feito sexo com Emily.

O garoto também afirmou que, na noite de 6 de maio de 2011, pouco tempo antes da morte da modelo, Elliot Turner disse a ele que "aquela vadia vai morrer hoje". Segundo Ashford, o casal de namorados discutiu em um bar naquela noite e Emily jogou uma bebida em Turner, chamou-o de louco e disse que não queria ficar com ele. "Então, ela saiu do bar e Elliot começou a socar as paredes, gritando", testemunhou ele.

"Ele disse "Eu vou matar ela. Vou ser preso por isso e continuar milionário. Ficaria preso por 10 anos, isso não me incomodaria"", disse Luke Ashford à corte. Após a morte de Emily, Turner teria escrito uma carta confessando o crime, mas ela teria sido destruída pelo pai dele, o joalheiro Leigh Turner.

Exames mostraram que Emily Longley foi asfixiada. Elliot Turner tinha arranhões no braço, e havia fragmentos de pele sob as unhas de Emily com o DNA de Turner. O garoto nega as acusações de homicídio e de tentativa de obstrução da Justiça - assim como os pais dele, Leigh e Anita Turner, que também são acusados de tentar obstruir a Justiça.

Fonte: Terra, www.terra.com.br