Monique Evans é ofendida durante matéria no Rio de Janeiro

Um rapaz baixou o nível e disse que a apresentadora tinha Aids e outras coisas

Ainda abalada com um incidente ocorrido na noite de quarta-feira (20), num bar no bairro da Lapa, centro do Rio de Janeiro, Monique Evans, desabafou em conversa com O Fuxico. Ela disse estar sofrendo de depressão e de humanofobia (fobia de gente), devido ao constrangimento e falta de respeito pelos quais passou:

Tudo começou quando Monique, que é repórter do programa TV Fama, da RedeTV!, fazia uma matéria no local - que tem um complexo de bares, restaurantes e casas noturnas. Sem motivo que justificasse, ela foi ofendida por algumas pessoas e em especial por um rapaz:

?Eu estava gravando na Lapa, fui fazer vários bares. Estava tendo o jogo Flamengo e Vasco, e sou flamenguista doente. Como já tinha feito o bar em que estava a torcida do Vasco, fui fazer a do Flamengo. Mas, bem na hora que entrei, o Vasco fez o gol e aí começaram a me xingar, falando que eu era pé frio. Só que tinha um rapaz que baixou o nível, me xingou, disse que eu tinha Aids e outras coisas. O pior é que o segurança, ao invés de tirá-lo do local, me retirou?, contou Monique a O Fuxico.

Ela disse ainda que tentou argumentar com o rapaz, mas não teve conversa. Depois de terminar a matéria, ela conta que não teve condições de fazer nenhuma outra pauta.

?Parei um policial que estava passando, queria só que ele viesse desculpar, mas não veio. Aí, não tive condições de fazer a outra matéria. O problema de ter ficado tão abalada é que me sinto perseguida. Trabalho muito, fico muito sozinha em São Paulo, porque meus filhos moram no Rio, e sofro de depressão. Tenho humanofobia e tomo remédio todos os dias para isso. Esse tipo de coisa me deixa muito mal, porque não faço mal a ninguém?, desabafou Monique, chorando.

Fonte: OFuxico, ofuxico.terra.com.br