Norte-americano cria pimenta mais ardida do mundo e bate recorde

Norte-americano cria pimenta mais ardida do mundo e bate recorde

Norte-americano cria pimenta mais ardida do mundo e bate recorde

No último mês de 2013, o norte-americano Ed Currie, da Carolina do Norte, entrou para o livro dos recordes, o Guinness, por cultivar a pimenta mais ardida do mundo. Ele levou quatro anos para provar que não havia pimenta mais forte que a cultivada por ele em Fort Mill. As informações são da agência Associated Press.

Para receber o título, a pimenta passou por medição de acordo com a escala de Scoville. A jalapeno normal marca cerca de 5 mil na escala, enquanto o lote de Corrie atingiu 1.569.300 ? uma delas chegou a 2,2 milhões.

Fonte: ;o