Advogada é proibida de entrar em cadeia após ter relação íntima com preso

“Não houve nada entre Amber e seu cliente”, afirmou Mary Lynn Belsher, advogada de defesa de Amber. O caso segue sob investigação.

Uma advogada foi proibida de visitar seus clientes em uma cadeia por conta de um motivo incomum. Ela teria tido relação íntima com um preso em uma de suas visitas.

O incidente ocorreu no condado de Stanislaus, na Califórnia, nos Estados Unidos. A advogada, Amber Lunsford, supostamente foi flagrada em um ato sexual com um detento.

As autoridades afirmam que a mulher teria mantido relações íntimas com o preso, que era seu cliente, dentro da cadeira. Um policial garante ter visto a mulher sentada no colo do detento

“Não houve nada entre Amber e seu cliente”, afirmou Mary Lynn Belsher, advogada de defesa de Amber. O caso segue sob investigação.

Clique aqui e curta o Portal Meio Norte no Facebook

Fonte: Gadoo