Americana confundida com porco perdoa namorado que atirou nela

Americana confundida com porco perdoa namorado que atirou nela

Ele estava tentando caçar um porco mas quase matou a namorada.

Um caçador que quase matou sua namorado depois de ter confundido a coitado com um porco se diz um homem de sorte.

Steve Egan estava caçando no bosque Flagler County, Flórida (EUA), quando ele viu um porco ferido a cerca de 30 metros dele.

Ele pensou que fosse o mesmo porco em que ele havia atirado minutos antes.

Egan mirou sua espingarda e disparou um único tiro com uma bala calibre 30.

Só que ele se esqueceu da primeira regra de quem atira: saber o destino da bala.

O golpe foi direto... Direto na namorada.

Ele havia confundido a coitada com o porco.

A lesão foi muito grave. Lisa Simmons, 51, enfermeira de muitos anos, se viu em uma situação desesperadora. Seu sangue não parava de jorrar da perna.

Enquanto o namorado ia ligar para o 911 ? serviço de emergência dos EUA ? ela fez um torniquete, o que ajudou a estancar um pouco do sangue.

Quando o helicóptero do resgate chegou, Lisa estava quase desmaiada. Ela foi levada para um hospital e precisava de 14 litros de sangue.

O médico que atendeu a enfermeira disse que era o ferimento de lesão não-combatente que ele tinha visto.

Lisa chegou a morrer por duas vezes no hospital, mas os médicos conseguiram recuperar seus batimentos.

Depois do acontecido, o casal acabou virando piada nacional por causa das declarações de Egan.

Lisa disse que não sabia o que era pior: levar o tiro ou ser confundida com um porco.

Mesmo depois de tudo, ela perdoou o namorado e os dois continuam juntos.

Fonte: R7, www.r7.com