Norte-americano alega ter sido preso por ajudar filhote de jacaré

Norte-americano alega ter sido preso por ajudar filhote de jacaré

Segundo o porta-voz da Comissão de Conservação de Peixes e Animais Silvestres da Flórida, é crime manter um aligátor sem autorização

O norte-americano Alexander Springer, de 55 anos, alega que foi preso porque ajudou um filhote de aligátor (jacaré americano) que ele encontrou "machucado e desidratado" na beira de uma estrada no estado da Flórida (EUA).

"Eu só queria ajudar o filhote", disse Springer ao jornal "Ocala Star Banner". Por isso, ele decidiu levar o réptil para sua casa e colocá-lo em uma banheira.

"Eu não iria machucá-lo. Eu só queria cuidar dele?, disse Springer, acrescentando que não sabia que estava cometendo um crime.

Segundo o porta-voz da Comissão de Conservação de Peixes e Animais Silvestres da Flórida, é crime manter um aligátor sem autorização. Ele afirmou ainda que o homem deveria ter avisado o órgão para resgatar o réptil, em vez de levá-lo para casa.

Fonte: G1