Americano arrecada R$ 102 mil para visitar "cidade fantasma"

Americano arrecada R$ 102 mil para visitar "cidade fantasma"

Vila em ilha remota do Alasca foi desocupada em 1966

Uma aldeia construída sobre palafitas em uma área rochosa em uma ilha remota do Alasca, nos EUA, ganhou apelido de "cidade fantasma" depois que a ilha foi desocupada em 1966 por causa dos temores de deslizamento de rochas.

Agora, quase 50 anos depois, Joan Naviyuk Kane, de 35 anos, que mora em Anchorage, a 625 km da ilha King, arrecadou mais de US$ 49 mil (R$ 102 mil) para fazer uma visita de duas semanas com um grupo de 20 descendentes de pessoas que viviam no local.

Kane disse que precisava de US$ 31 mil para fazer a visita, mas conseguiu com facilidades ultrapassar esse valor. Apenas um doador anônimo doou US$ 32 mil para a campanha de Kane. "Eu ainda estou incrédulo", disse ele, sobre o sucesso do plano.

Fonte: G1