Americano é preso após fazer sexo com cavalo

A proprietária já vinha desconfiando que algo estava errado com seu cavalo chamado "Sugar"

O norte-americano Rodell Vereen, de 50 anos, foi preso pela segunda vez, nesta terça-feira (28), acusado de ter mantido relações sexuais com um cavalo. Ele é acusado de invasão e de "crime contra a moral", segundo a emissora de TV "NewsChannel 15".

O homem invadiu a pequena fazenda de Barbara Kenley em Columbia, no estado da Carolina do Sul (EUA). A proprietária já vinha desconfiando que algo estava errado com seu cavalo chamado "Sugar", já que ele havia apresentado algumas infecções.

Por isso, no dia 19 de julho, ela colocou uma câmera secreta no estábulo e flagrou o suspeito fazendo sexo com o animal por uma hora e meia. No entanto ela não levou a prova para a polícia, preferindo pegá-lo em flagrante nesta semana.

Após ser preso, Vereen confessou ser culpado da acusação de invasão e foi multado em US$ 250. O juiz também fixou uma fiança de US$ 10 mil. Ele pode ser condenado a cinco anos de cadeia, segundo a emissora.

De acordo Barbara, o primeiro incidente aconteceu no final de 2007, quando ela descobriu que Vereen tinha mantido relações sexuais com seu cavalo. Em julho de 2008, ele confessou ser culpado e foi condenado a três meses de condicional.

Fonte: g1, www.g1.com.br