Aos 67, avó crê ser mais velha no fisiculturismo

Aos 67, avó crê ser mais velha no fisiculturismo

Aos 73 anos, a americana Ernestine Shepherd aparece no Guinness, livro dos recordes

A autônoma Sônia Moreira Ferraz, de 67 anos, acredita ser a mulher mais velha do mundo a participar de competições de fisiculturismo. Ela se prepara para o próximo desafio, uma disputa entre atletas de todo o país que acontece ainda este mês em São Vicente, a 65 km da capital paulista. Adepta da musculação desde os 59 anos, Sônia pretende derrubar o mito de que existe limite de idade para se dedicar à atividade.

Aos 73 anos, a americana Ernestine Shepherd aparece no Guinness, livro dos recordes, como a fisiculturista mais velha do mundo. A brasileira quer que seus patrocinadores entrem em contato com a organização do livro, porque acredita ser a mais velha a participar de competições. ?A Sônia é a única atleta no mundo da idade dela que disputa um campeonato de Figure Fitness. Não existe uma atleta na idade dela competindo. É uma coisa totalmente inédita?, afirma o treinador da atleta, Lincoln Malaszoviski.

Sônia treina em academiaSônia treina em academia (Foto: Agência Fitness

Model/Divulgação)

A Figure é uma categoria que valoriza o contorno da musculatura, sem exageros. O treinador afirma que, como não há competidoras master (ou acima de 40 anos) na categoria, Sônia acaba disputando com jovens de 20 e 30 anos. Os treinamentos fizeram a autônoma perder cerca de 30 quilos e ficar com 51 quilos distribuídos em 1,49 metro de altura.

Ela começou a treinar aos 59 anos. Foram três anos e meio até estrear, aos 62 anos. ?É um trabalho muito sério, uma dedicação muito séria. Tenho vários médicos me acompanhando?, afirma Sônia. Ela pretende escrever uma biografia contando sua história. ?Eu quero fazer uma biografia para alertar as pessoas que, em qualquer idade, é possível começar?, afirma. E diz que fazer musculação acaba até com as temidas celulites. ?As minhas foram todas embora.?

Mãe de dois filhos e avó de um jovem de 17 anos, Sônia conta que a família sente orgulho dela. ?Eles acham maravilhoso. Meu filho, que mora em Campinas, anda com uma revista [em que ela apareceu] embaixo do braço e mostra para todo mundo?, conta. Ela diz que o neto está ansioso para também fazer musculação. ?Meu neto falou que daqui a pouco vai estar na academia.?

No começo, o marido estranhou a decisão da autônoma. ?Agora ele adora, me apoia em tudo, ajuda em tudo, no que for necessário. Porque ele vê que eu tenho muito boa saúde. Porque não adianta ter boa forma e não ter saúde perfeita?, afirma Sônia. Aos 67 anos, ela conta fazer agachamento com um peso de 110 quilos.

Antes das competições, o treinamento é intenso. Ela faz exercícios das 17h às 18h e entre 22h45 e meia-noite, todos os dias. A alimentação nesse período também é regulada. Ela diz que só se alimenta de batata doce e filé de frango sem sal. Quando acaba o período de concursos, ela passa a treinar uma vez por semana e relaxa ? mas só um pouco ? na dieta.

Fonte: g1, www.g1.com.br