Após indulto, preso mais antigo da Espanha é detido por roubar joias

Desde 1976, ele foi acumulando penas por diferentes delitos

Um ano depois de ter recebido o indulto do governo, Miguel Montes Neiro, 62 anos, considerado o preso comum mais antigo da Espanha, foi detido novamente nesta quarta-feira por ter roubado 4 milhões de euros (R$ 10,36 milhões) em joias.



Segundo as primeiras investigações policiais, Montes Neiro escolheu um dos shoppings mais emblemáticos da Espanha, que fica em Puerto Banús, uma luxuosa marina na cidade de Marbella, na Andaluzia, para voltar ao mundo do crime.

Com entradas e saídas da prisão desde 1976, incluindo fugas, Montes Neiro teve sua última pena anulada pelo governo socialista do PSOE e depois pelo do Partido Popular, em 15 de fevereiro de 2012.

Me sinto livre, não sou um animal, agora começa minha primeira oportunidade na vida, declarou no dia em que foi solto, quando também prometeu que não iria voltar a cometer crimes.

O caso gerou polêmica, chamou a atenção do público e chegou a ser tema de um romance. Desde sua primeira prisão, Montes foi acumulando penas por diferentes delitos e seis fugas, até conseguir a liberdade condicional em 1994.

Três anos mais tarde, retornou à prisão e voltou a fugir outras duas vezes: uma em 2003, quando ficou três anos foragido, e a última em 2009, quando escapou durante 20 dias se aproveitando de uma permissão extraordinária pela morte de sua mãe.

Fonte: G1