Artista tranforma estrume de touro em papel

Neo-zelandês bolou um processo maluco para reaproveitar o cocô dos bichos



Toda vez qe Andrew Reilly começa a trabalhar, tudo ao seu redor fica uma porcaria. Esse artista neo-zelandês sempre executa sua obra com muito asseio e cuidado. O problema é a matéria-prima que ele utiliza.

Reilly aprendeu a transformar estrume de touro em papel. Aliás, durante sua pesquisa em uma universidade do país, o artista usou cocô de tudo quanto é bicho.

Mas o estrume de touro é seu favorito. Reilly reidrata o cocô com litros d"água e, semanas depois, começa o processo.

Após cozinhar a caca toda com uma solução cáustica, o artista limpa, mói, lava, pendura e seca tudo até que a massa vire papel.

- Tem muita fibra de grama no estrume de touro. Por isso, consigo fazer papel.

O resultado final é vendido a turistas. Reilly assegura que o produto final tem muita qualidade e não é um cocô qualquer.

Fonte: R7, www.r7.com