Barista é acusada de indecência por causa de tapa-sexo

Barista é acusada de indecência por causa de tapa-sexo

Para promotor, jovem violou uma lei local que proíbe nudez em público

Depois de ser presa no ano passado, a barista Megan Elizabeth Lenn, de 19 anos, foi acusada nesta terça-feira (23) pela promotoria do condado de Pierce, no estado de Washington (EUA), de exposição indecente por ter usado tapa-seios durante o expediente.

De acordo com reportagem do jornal "News Tribune", a jovem americana foi flagrada trabalhando em uma cafeteria de Puyallup com trajes indecentes. Em outubro, um homem prestou uma queixa de que a barista usava um biquíni fio-dental e adesivos sobre os mamilos.

Quando a polícia chegou à cafeteria para investigar a denúncia, Megan já havia colocado a parte de cima do biquíni, deixando os adesivos sobre a peça. Na época, o agente decidiu apreender os tapa-seios como prova.

Segundo o promotor Kevin Benton, a barista do "Bikini Bottom Espresso", que fica na Rua 176 em Puyallup, terá que comparecer em uma audiência no tribunal nas próximas semanas. Ele destacou que Megan violou uma lei local que proíbe nudez em público.

Fonte: g1, www.g1.com.br