Mulher que alegava invalidez para não trabalhar é pega em parque

As imagens mostram Tina sem nenhum problema de locomoção.

A britânica Tina Attansio, de 51 anos, que mora em Cardiff, no Reino Unido, é acusada de receber benefícios ilegalmente por invalidez por cinco anos. Tina alegava que precisava andar de muletas. No entanto ela acabou flagrada se divertindo em um parque aquático na França, segundo reportagem do jornal inglês "The Sun".


Britânica que alegava invalidez é pega se divertindo em parque aquático

As imagens mostram Tina sem nenhum problema de locomoção. Ela, inclusive, sobe degraus e desce sozinha em um escorregador. Para conseguir o benefício por invalidez, a mulher alegou que não tinha forças para andar qualquer distância sem a ajuda de muletas.

Após o vídeo vir à tona, Tina admitiu que recebeu 25 mil libras (R$ 70,5 mil) de benefícios por incapacidade entre agosto de 2005 e fevereiro de 2010. Mãe de dois filhos, a mulher foi condenada pela Justiça a devolver 16 mil libras (R$ 45 mil) ao governo.

Fonte: G1