Mulher quer se casar pela 9ª vez em 32 anos

Mulher quer se casar pela 9ª vez em 32 anos

Britânica foi oito vezes ao altar em 32 anos e procura nono marido

A britânica Rosemaris Chanie, de 50 anos, tem um frisson irresistível só de ouvir falar em casamento. Nas últimas três décadas, ela foi ao altar pelo menos uma vez a cada quatro anos. Casou com oito caras. As uniões não foram boas, mas todas as separações deram certo. Agora, ela anda com comichões porque procura o nono companheiro de lençol.

Rosemaris, que mora no norte de Londres e se separou pela última vez no final de 2009, se diz viciada em casamento. Se estiver apaixonar, convence o sujeito a fazer juras de amor eterno ? embora essa paixão fulminante não dure muito ou no máximo quatro anos. Ela explicou ao jornal The Sun por que gosta tanto de matrimônios:

- Toda vez que eu caminho pela igreja pode ter certeza: é o momento mais feliz da minha vida.

Ela procura pelo nono príncipe encantado, que, segundo ela, não será o último (ah, bom!). Rosemaris casou pela primeira vez aos 18. Dois anos depois do casório, descobriu que o maridão estava tendo um caso e pediu divórcio.

Seis meses mais tarde, conheceu um marinheiro ? com quem foi ao altar seis semanas após o primeiro encontro.

A paixão instantânea também não foi suficiente para que a união perdurasse. Houve mais seis maridos depois do namorado naval ? um missionário, um empresário, um comerciante. Só não teve ainda um psicólogo, que poderia ser útil no tratamento do vício do casamento.

Ela já tem duas filhas: Daisy, de 26, e Sabrina, de 25 - ela só não revela qual é pai ou quais são os pais. Assegura que as moças sabem, apesar de tanta variedade paternal.

O casamento mais longo foi de oito anos, com um comerciante ? que largou Rosemaris em 2007.

Como ela saiu nos principais jornais britânicos contando sua história atribulada, a viciada em matrimônios espera ter melhor sorte, com mais pretendentes:

- Só ficarei a vida toda com alguém se meu vício terminar, se o apelo da cerimônia conjugal não bater mais forte. Como uma fumante, quero parar de casar casando.

Se existir um Ex-Casados Anônimos, pode ter certeza ? Rosemaris estará discutindo a relação com companheiros do vício.

Fonte: R7, www.r7.com